“Turismo vive numa gangorra”, diz Secretário sobre a pandemia


Na manhã desta sexta-feira, dia 04, o Secretário de Estado do Turismo, Sales Neto, foi entrevistado no Programa “Linha Direta”. Ele foi questionado sobre ações para a retomada do setor depois da pandemia e dos novos empreendimentos turísticos de Sergipe.


Sales Neto começou sua fala sobre a realidade do turismo no estado de 2020 para cá. No entendimento do gestor, estamos em um momento de expectativa, mas que tudo vai depender do andamento da pandemia. “Até fevereiro deste ano o empresariado do turismo estava com otimismo. No entanto a covid-19 veio com força na segunda onda. Estamos numa gangorra, ora sobe, ora desce. A retomada mesmo só com a vacinação em massa”, lembrou o secretário.


Por conta da pandemia, muitos turistas decidiram adiar a vinda a Sergipe. A perspectiva é que só no segundo semestre novos ares do turismo podem ventilar pelas bandas de cá. “O turista está com medo desse momento. Prefere os cuidados. Por isso o setor hoteleiro e de bares e restaurantes tiveram que se adaptar por completo, a fim de receber os que chegam”, mencionou Sales.


Com relação a busca de turistas para Sergipe, o secretário mencionou o trabalho com operadoras e companhias aéreas. “O Governo já planeja redução de impostos sobre querosene de aviação, a fim de oferecer mais voos para Aracaju. E as operadoras do sul e sudeste já estão em sintonia conosco para que tenhamos mais visitantes aqui em breve”, afirmou.


Ao final, o Secretário Sales Neto comentou sobre a Ciclovia Aracaju-Salvador, Orla Sul e a Rota da Farinha. Para ele, as iniciativas devem preparar ainda mais o estado para o pós-pandemia. “Além da própria rota, muitas pessoas aproveitam para fazer trilhas e bike na região de Itabaiana, isso é bom. Sobre a ciclovia será a primeira do Brasil a unir 2 estados. As conversas com a Codevasf e deputados baianos e sergipanos estão bem adiantadas e, em breve, teremos a ligação Aracaju a Salvador por meio de bicicleta. Já a Orla Sul, a previsão é que até o fim de 2022 o trecho entre Atalaia até Mosqueiro esteja pronto”, destacou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Júnior Ventura / Agência Alese