URGENTE: TSE decide pela inelegibilidade de Valmir de Francisquinho


O pré-candidato ao Governo do Estado Valmir dos Santos Costa, o “Valmir de Francisquinho”, foi condenado no final da manha desta quinta-feira, dia 23, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília. Por 4 votos a 3, ele ficará inelegível por conta de abuso de poder econômico na época da campanha para Prefeitura de Itabaiana.


O julgamento teve inicio no começo de junho, mas foi paralisado devido ao pedido de vistas do Ministro do TSE Carlos Horbach. Hoje o magistrado votou a favor de Valmir de Francisquinho.


Além de Carlos Horbach, os ministros Alexandre de Moraes e Benedito Gonçalves também votaram a favor. No entanto, os Ministros Sérgio Silveira Banhos (relator do processo), Nunes Marques, Mauro Campbell Marques e o Presidente do TSE, Luiz Edson Fachin votaram a favor da inelegibilidade. A decisão também aborda a cassação do mandato do Deputado Estadual Talysson Barbosa Costa, filho do pré-candidato.


Uma das questões abordadas no julgamento diz respeito às cores. Segundo a acusação, houve uma clara demonstração da mistura de marcas entre a gestão publica e a campanha. “Essa transbordamento da cor azul me chamou a atenção. Tudo isso para vincular a gestão dele e ao partido. Por isso decido pelo meu voto favorável a inelegibilidade”, destacou o Ministro Nunes Marques.


Segundo o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Facchin, é preciso fazer uma separação do que foi a campanha do que ocorre no período. “Não se pode mais colocar interesses partidários junto do interesse público. Veja um grande desvio de conduta”, comentou.


Portal C8 Notícias

Foto: Assessoria de Imprensa/divulgação