Técnicos de enfermagem do SAMU cobram aumento da carga horária de 24 para 36 horas


O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), Luciano Bispo, recebeu na manhã desta quinta-feira, 09, técnicos de enfermagem do SAMU Estadual que vieram pedir apoio ao parlamentar, com a finalidade de pleitear aumento da carga horária de 24 horas para 36 horas semanais, consequentemente do salário-base que atualmente é de R$ 1.167.


De acordo com a representante da categoria, Sanny Fernandes Santa Rita, que veio acompanhada dos colegas Maria José Nunes e Rafael Campos Silva, técnicos de enfermagem da Fundação Hospital de Saúde, os motoristas das ambulâncias do SAMU já conseguiram esse benefício.


“Viemos pedir o apoio do presidente da Alese para a demanda, pois estamos há quase um ano procurando o Estado com o intuito de conseguir um Projeto de Lei semelhante à dos condutores do SAMU que tiveram a aprovação da Lei e, aumentaram a carga horária que passou de 24 horas para 36 horas. Junto com isso, veio a remuneração maior do salário-base, dando assim, uma oportunidade de um salário mais digno para a gente que trabalha na saúde do Estado”, colocou.


Também presente no encontro, o subsecretário-geral da Mesa Diretora da Alese, advogado Igor Albuquerque, explicou que o presidente do Poder Legislativo ouviu atentamente a reivindicação da categoria e que intermediará o pleito da classe trabalhadora junto ao Governo de Sergipe.


“Eles procuraram o presidente da Alese que levará a demanda ao governador do Estado, que é a quem compete o encaminhamento de um projeto dessa natureza a ser apreciação do Poder Legislativo. Então, o próximo passo é que os técnicos de enfermagem do SAMU apresentem um quadro com a estimativa do impacto financeiro dessa medida a ser apreciado pelo governador Belivaldo Chagas”, declarou.


Foto: Jadilson Simões