“Sou governista, mas não estarei no mesmo palanque de Sukita”, diz Prefeita de Capela


O Programa “Linha Direta” desta quarta-feira, dia 25, entrevistou a Prefeita da cidade de Capela, Silvany Malmak. Ela comentou sobre as atividades alusivas ao aniversário da cidade, que acontece neste sábado, dia 28, gestão no segundo mandato, pandemia da covid-19 e política atual.


A prefeita iniciou a entrevista falando da atual situação da covid-19 na cidade. ”Foi um grande desafio para Capela. A cada dia era uma agonia. Graças a Deus após a vacinação, temos o que celebrar. Zeramos casos covid-19, ficamos sem óbitos por 30 dias. Infelizmente a cidade registrou de março de 2020 pra cá 30 mortes. O trabalho segue firme para isso não voltar. Fizemos testagem em massa com a UFS para sabermos da realidade local”, alegou.


No quesito apoio do Governo Federal na covid-19, Silvany Malmak disse que recebeu todo apoio. “Temos centro de síndromes gripais graças a essa verba federal. Nossos médicos estão recebendo em dia para atender esses casos. A pandemia ainda não acabou e por isso seguimos investindo nessa parte”, pontuou.


Com relação às atividades da prefeitura nesse ano, a gestora disse que o segredo é o planejamento. “É preciso colocar as coisas no lugar para seguimos gerenciando. Estou no segundo mandato e agora a experiência aumenta. Na educação estamos entregando o kit de alimentação. Ainda não voltamos ao meio presencial por conta do receio das pessoas. A tendência é voltar em outubro, já com os colégios preparados. Também estamos mantendo o pagamento em dia dos servidores, girando a economia de Capela”, lembrou Sivany.


Sobre a programação de aniversario, a Prefeita lembrou das atividades que serão desenvolvidas. “Capela completa sábado 188 anos. Teremos Missa, hasteamento da bandeira, inauguração de calçamento de ruas, quadra de esportes. Não teremos festas pois a pandemia ainda não permite, mas celebraremos esta data importante”, declarou.


Questionada sobre a questão política, Silvany disse que a cidade viveu a Eleição de 2020 com muito acirramento. “Capela teve um confronto tenso. Mas depois de vencer nomes fortes, desci do palanque. Agora vamos para o ano que vem. Somos do bloco do Governador Belivaldo chagas e estamos conversando como nossos parlamentares para auxiliar nas verbas em nosso município. Temos 43 povoados. Sem apoio federal fica difícil de administrar. Mas atendemos a todos”, declarou.


Perguntada se poderia estar no mesmo agrupamento do ex-prefeito Sukita, a Prefeita de Capela disse que não procura saber sobre o passado. “Não sei se ele estará no mesmo bloco do Governador. Mas não estarei no mesmo palanque que ele. Se ele votar em Belivaldo, para mim tanto faz. Quero pessoas de bem que ajudem Capela”, finalizou.



Portal C8 Notícias

Foto: Política à jato / divulgação