“Somos maioria na advocacia”, diz Presidente da Associação de Mulheres de Carreira Jurídica


Na manhã desta sexta-feira, dia 20, a Presidente da Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica em Sergipe, Ana Lúcia Aguiar, participou do Programa “Linha Direta” com Jairo Alves de Almeida. Ela comentou sobre a atuação feminina diante de atividades da advocacia sergipana e também destacou iniciativas para a área política e de gestão de negócios.


De inicio ela lembrou a participação da mulher em meio a atuação da ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe. Ana Lúcia disse que já está á frente da Associação há 10 meses. “Assumimos em julho do ano passado. Estamos fazendo um trabalho de fortalecimento desta instituição, criada há quase 40 anos. Não damos apenas o empoeiramento às mulheres de carreira jurídica, mas também o fortalecimento das profissionais brasileiras em si”, destacou.


A gestora disse que a quantidade de mulheres na advocacia está numa crescente. “Temos visto que o público feminino é maioria de votantes em diversos estados, incluindo Sergipe. São mais de 52% de mulheres. Somos maioria, não só no eleitorado, mas na advocacia tanto aqui quanto no Brasil. O gênero feminino está se consolidando em todos os espaços e cada dia mais crescendo. Isto é fundamental”, detalhou.


Ana Lúcia também afirmou que a luta atualmente é por paridade em todas as áreas do poder judiciário. “Isso buscamos sempre no dia a dia, não apenas entre os gêneros, mas em outras áreas, a exemplo de cotas raciais também. Tudo pensando no equilíbrio, que deve ser a marca da justiça”, pontuou.

Durante a entrevista, ela lembrou que também é idealizadora do “Acelera Sergipe”. A iniciativa busca desenvolver empresas conhecidas como “startups”. “Estamos identificando várias áreas destas empresas aqui em Sergipe. Tudo para o crescimento de profissionais e da economia em si. Damos assessoria desde o investimento até o desenvolvimento. Temos as áreas de energia, mineração e agronegócio. Quem tiver ideias nessas 3 áreas, estamos abertos ao diálogo”, explicou.


Ana Lúcia Aguiar também destacou o momento político atual e lembrou a quantidade de jovens que, mesmo sem obrigação ao voto, tiraram seu primeiro título de eleitor. “Podemos ter muitas surpresas a partir desta Eleição. O jovem brasileiro está atento e precisa de mudança. O futuro está na mão deles. É uma transformação que eles vão enfrentar e que eles sejam instrumentos destes novos rumos”, completou.


Ao final ela confessou que está aberta a conversas também na política partidária ,após deixar a ultima gestão de Vice-Presidente da OAB Sergipe. “Vejo 2022 como um momento propício para a atuação feminina em várias áreas políticas. Teremos uma gama de cargos a escolher, desde Presidente até Deputado Estadual. Precisamos ter essa consciência de estar presente. Nesse momento não sou pré-candidata, apesar de estar filiada ao PSD. Atualmente estou ajudando mulheres que trabalham junto a pré-campanha de Fábio Mitidieri. Se as oportunidades estiverem favoráveis, vamos conversar para, quem sabe, estar na disputa”, declarou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Rozendo Aragão