“Sinto-me preparada para o cargo que desejarem”, afirma Luciana Déda


Na manhã desta sexta-feira a ex-presidente do Detran Sergipe e ex-presidente da Fundação Parreiras Horta, Luciana Déda, participou do “Linha Direta”. Ela destacou a sua passagem pelo poder público através dos órgãos estaduais e também lembrou sobre a sua entrada na política partidária.


No inicio, Luciana comentou sobre a sua passagem por diversas instituições. Seu inicio foi na Secretaria de Justiça, em especial na área penitenciária. “Foi o início de tudo, onde pude entender mais do serviço público. Depois a pasta foi extinta e seu fui para o Departamento de Trânsito de Sergipe. E por último agora a Fundação de Saúde Parreiras Horta, justamente nesse período de pandemia. Mas foi um desafio que podemos aprender bastante”, destacou.


Ela também comentou que, devido ao seu sobrenome, muitos a queriam logo na política. No entanto, Luciana afirma que tudo tem um momento para acontecer. “Por eu ter um pai no Poder Judiciário e uma mãe na militância da advocacia, pude aprender bem no meio político que não é partidário. Não posso esquecer também de meu tio, saudoso Governador Marcelo Déda. Para mim, fazer política é todo dia. Como mulher sei dos afazeres de como dialogar e conversar com as pessoas. A política está em cada um”, afirmou.

Questionada se ela teria pretensões políticas para este ano, a ex-gestora disse que está filiada ao Partido Democrático Trabalhista (PDT). “Recebi o convite o Presidente da sigla e Prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira. Achei a ideia interessante e decidi topar o desafio. Por conta da legislação eleitoral, tive que me deixar a Fundação. Estamos aos poucos dialogando e aprendo a se portar no meio”, comentou Luciana.


No começo da semana o Governador Belivaldo Chagas disse em uma entrevista que a pré-candidatura a vice na chapa de Fábio Mitidieri seria anunciada no dia 26 de julho, na Festa de Senhora Santana, na cidade de Simão Dias. Provocada se poderia ser a escolhida, Luciana disse que nada foi conversado até então. “Como citei, estamos aprendendo na política partidária e tudo está sendo observado. Não tenho nenhuma proposta, mas sinto-me preparada para o cargo que desejarem. Se esta for a decisão de Edvaldo e do agrupamento, ficarei contente”, lembrou.


Ao final ela destacou a figura do Governador Belivaldo Chagas. “Ele também é de Simão Dias e temos raízes próximas. Com ele atuei em diversas instituições. Um grande gestor. E agora está à frente da escolha política para o grupo. Vamos aguardar e o que ficar definido por ele será bem-vindo”, pontuou Luciana Déda.


Portal C8 Notícias

Fotos: Rozendo Aragão