Sergipe já está alerta sobre “varíola dos macacos”


Neste fim de semana a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou emergência de saúde sobre a contaminação da varíola dos macacos. O Brasil já é o décimo país no mundo em quantidade de casos. Pesar de não haver nenhuma suspeita, Sergipe já começa a monitorar possíveis pessoas que tenham contraído a doença.


Durante o “Linha Direta” desta segunda-feira, doa 25, o Assessor de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde, Eduardo Andrade, comentou sobre as ações realizadas pela pasta para acompanhar a situação. Para ele, o Ministério da Saúde já emitiu notas técnicas sobre os casos que vem aumentando em todo o mundo. “Já tivemos esse contato com a repartição federal com relação aos cuidados que os estados devem ter. Apesar de não termos casos, mas é preciso ficar atento a este momento”, destacou.


Eduardo Andrade disse que a Bahia e Pernambuco já têm ao menos um casos confirmado e, por isso, Sergipe está atento ao que ocorre nos estados vizinhos. “Ainda não é motivo de pânico ou preocupação extrema, como aconteceu com a covid-19. No caso da varíola dos macacos, o contato é mais intimo, com a proximidade com as feridas causadas. Essas feridas se assemelham com sarampo. Antes, é claro, a pessoa começa a apresentar febre e dor de cabeça. Por isso a importância de, casos suspeitos, a pessoa se isolar”, destacou o assessor.


Vacina para crianças

Ao final, o comunicador disse que está aguardando do Ministério da Saúde novas doses da coronavac para crianças. Ele também destacou a baixa procura dos imunizantes pelos pais. “No começo da vacinação tivemos uma debandada enorme em busca de imunização. Agora, que a vacina está disponível a quase todo mundo, poucos levaram os filhos. Os municípios estão fazendo seu trabalho de estimular, mas a sociedade precisa ajudar”, comentou Eduardo Andrade.



Portal C8 Notícias

Foto: Dado Rubic/Reuters/divulgação