Sergipe é o segundo colocado em quedas no comércio varejista



A Unidade do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em Sergipe divulgou nesta terça-feira, dia 10, a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC). Esses dados registraram uma queda de 4,4% no volume de vendas do setor varejista durante o último mês de março, na comparação com o mesmo mês do ano passado.


Sendo assim, o estado de Sergipe está ocupando o segundo lugar entre os três estados brasileiros que seguiram em queda na comparação com março de 2021. Ele ficou atrás apenas do Amazonas, com -6,8%, e à frente do Rio de Janeiro, com -3,5%.


Durante todo o ano, o volume de vendas no comércio varejista sergipano recuou em 6,8% na comparação com o mesmo período de 2021. Em relação à receita nominal, houve um avanço de 4,5%, em março de 2022. Houve aumento na comparação com o mesmo período de 2021, de 11,4%.


O IBGE informa que, no comércio varejista ampliado, que inclui Veículos, motos, partes e peças e Material de construção, o volume de vendas em janeiro de 2022 em Sergipe apresentou recuo de 0,5%. Mesmo assim, em relação a março de 2021, houve um aumento de 5,1%. O índice da receita nominal também apresentou recuo de 0,2% na passagem de fevereiro para março de 2022.


Na passagem de fevereiro para março deste ano, 19 unidades da federação obtiveram alta no volume de vendas do comércio varejista ampliado, com destaque para Goiás (3%), Roraima (2,8%) e Pernambuco (2,5%). No campo das quedas, foram sete unidades, com o Amazonas (-3,2%) marcando a maior redução, seguida por Distrito Federal (-1,5%) e Bahia (-1,2%). O Pará apresentou estabilidade (0,0%).



Portal C8 Notícias

Foto: Agência Brasil