Saúde monitora idosa que recebeu vacinas diferentes de covid


Nesta segunda-feira, dia 5, foi verificado que uma usuária de uma Unidade Básica de Saúde de Aracaju recebeu doses diferentes do imunizante contra a covid-19. Diante deste fato isolado, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) passou a monitorar a usuária que recebeu segunda dose diversa da primeira e esclarece que, conforme literatura de Infectologia, não há risco de efeito colateral ou de alteração no quadro de saúde desta senhora.


A Diretoria de Vigilância de Atenção a Saúde seguirá o protocolo do Programa Nacional de Imunização de não administrar uma terceira dose na usuária.


“Não há registro na literatura de reações adversas nesses casos. O Ministério da Saúde orienta que não se administre uma terceira dose em situações como essa, que já foram registrados em outros estados. A orientação é que a população continue seguindo os protocolos sanitários de distanciamento social e uso de máscara e sempre apresente cartão de vacinação no momento da imunização”, disse a Infectologista da rede municipal de saúde de Aracaju, Fabrízia Tavares.


Os protocolos de Imunização serão reforçados junto às equipes lotadas nas Unidades Básicas de Saúde, nos pontos de apoio de Vacinação e nos postos do Parque da Sementeira e da escola municipal Presidente Vargas a fim de garantir a segurança do usuário e a transparência da Campanha de Vacinação contra covid-19. A triagem na recepção será redobrada e a orientação é que o cartão de vacinação é obrigatório para o recebimento da vacina.


O ocorrido é um caso isolado na execução do Plano de Imunização do Município, o qual respeita critérios de prioridade determinados pelos Ministérios da Saúde, Público do Estado, Público Federal e Público do Trabalho e já imunizou 74.564 aracajuanos, entre idosos e profissionais de saúde, correspondente a 11,21% da população.


Fonte: SMS