Saúde fala sobre uso de máscara em algumas situações


Na semana passada a Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei do Governo sobre a queda da obrigatoriedade do uso de máscaras em Sergipe. A norma foi autorizada na ultima reunião do comitê técnico-científico. Apesar disto, a Secretaria de Saúde do Estado orienta as pessoas em quais situações ainda é recomendável o uso da proteção facial.


De acordo com o Diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Marco Aurélio Gois, é importante que a população entenda que a aprovação do projeto de lei que tira a obrigatoriedade do uso de máscara não exclui o cuidado individual de cada pessoa. “O novo coronavírus circula em Sergipe e que pode voltar a circular com maior intensidade, como ocorreu em alguns locais onde houve um relaxamento da utilização da máscara”, afirmou.


Neste momento os cuidados passam a ser mais individuais, onde a pessoa tem a escolha de manter ou não o uso da mascara no dia a dia. “Aquelas que se sentem mais seguras com a utilização da máscara deve manter o uso, até que os dados apontem uma situação mais estável em relação à circulação do vírus. Outro ponto importante é entender que os idosos e as pessoas em tratamento de saúde ou com comorbidades precisam manter o uso da máscara, principalmente, se frequentarem ambientes com muitas pessoas”, orientou Dr. Marco Aurélio.


O especialista também comentou sobre o uso de máscara, mesmo tendo sintomas que não forem do coronavírus. “Quando tivermos com sintomas respiratórios, com suspeita de gripe ou resfriado, que nos afastemos mais das pessoas. Além disso, devemos utilizar máscara, coisa que não se fazia no passado. Mesmo tendo testado negativo para Covid-19, devemos usar a máscara para diminuir o risco de transmissão. E sempre que a máscara tiver molhada, deve ser trocada”, orientou.



Portal C8 Notícias

Foto: Jadilson Simões/Agência Alese