Radialista Antônio Barbosa fala no Linha Direta sobre sua trajetória na Rádio Cultura


Dentro da programação dos 62 anos da Rádio Cultura, o Linha Direta desta sexta-feira, 05, entrevistou o radialista, narrador e apresentador Antônio Barbosa. Com quase 60 anos de carreira, Barbosa marcou época na emissora, onde começou a trabalhar em julho de 1964. Ele fez parte do jornalismo, atuando na redação e em coberturas especiais, como a procissão de Bom Jesus dos Navegantes. Barbosa integrou também as grandes equipes esportivas das décadas de 1960, 70 e 80, que marcaram época no estado .


Ele disse que agradece a emissora por lhe tornar conhecido em todo estado e região nordeste, dando-lhe a oportunidade de realizar o sonho de ser radialista, além de poder conhecer o Brasil e o mundo, participando de diversas transmissões esportivas, como Copa América e a Copa da Itália de 1990.


Na conversa com o apresentador Jairo Alves também foram relatados momentos das grandes transmissões, e também fatos inusitados. Um causo desses foi quando Barbosa lembrou de uma situação de quando se comprometeu em levar um gravador para gravar uma partida de futebol no Adolfo Rollemberg ou no estádio do Sergipe. O problema é que o gravador da época, segundo ele, de tão grande e pesado, não cabia dentro do seu Gordine, sendo preciso amarrar o equipamento no teto do carro.


Antônio Barbosa disse que ficou feliz por ser lembrado na comemoração do aniversário da Cultura, e ressaltou que deve tudo o que conseguiu no rádio sergipano ao microfone da emissora.