Província Eclesiástica de Sergipe comemora 61 anos de criação


Em 30 de abril de 1960, o Papa João XXIII criou, por meio da bula "Eclesiarum omnium", a Província Eclesiástica de Sergipe. A partir desta decisão, Aracaju passou a abrigar a Sede Metropolitana e foram criadas duas dioceses no interior do estado: em Propriá, consagrada à Nossa Senhora de Fátima; e outra em Estância, tendo como padroeira Nossa Senhora de Guadalupe.


Com este ato, a então diocese de Aracaju se torna Arquidiocese, consequente, Dom José Vicente Távora, passa a ser o primeiro arcebispo de Aracaju. Com a morte do arcebispo, Dom Luciano Duarte, que já era o coadjutor, assumiu o pastoreio desta parcela do povo de Deus. Hoje, a Arquidiocese de Aracaju tem como seu arcebispo Dom João José Costa, OCarm.


Assim que foi fundada, a Diocese de Propriá recebeu como bispo diocesano, Dom José Brandão Castro, que permaneceu até 1987. Desde 2018, a diocese tem Dom Vitor Agnaldo de Menezes como bispo diocesano. Ele é o quarto prelado em 61 anos de diocese.


Já a Diocese de Estância, no sul do estado teve como primeiro bispo diocesano, Dom José Bezerra Coutinho. Em 2014, Dom Giovanni Crippa foi nomeado pelo Papa Francisco para administrar a diocese.



Por Portal C8 Notícias

Com informações do Livro da Arquidiocese de Aracaju

Foto: reprodução internet