Professores acompanham reunião na porta da Seduc


Vai acontecer na manhã desta quinta-feira, dia 10, um encontro entre o Sindicato dos Professores do Estado e as Secretarias da Educação, Administração e Fazenda. A reunião buscará entendimento para que seja cumprida a lei do piso, entre outras gratificações.


No Programa “Linha Direta”, o Vice-presidente do Sintese, Roberto Silva, falou sobre o movimento. “O Governo agendou para hoje essa audiência para tratar da pauta principal do magistério nesse momento. Esperamos que cumpram concretamente como deverão pagar o piso agora em março. Já temos atraso de 2 meses e já devia ser pago em janeiro”, lembrou.


O líder sindical destacou que todo o encontro será acompanhado para que nenhum professor tenha direitos retirados. Já existem conversas sobre retiradas e que não aceitaremos. Temos um plano de carreira atual destruído e retirar finanças seria um caos. Esperamos uma proposta de piso sem perdas”, cobrou o professor.


Sobre a regência e paridade para aposentados, Roberto Silva disse que terá que ser analisado com cuidado. “Se for incorporar, é como se fosse trocar seis por meia dúzia. Vamos deixar claro isso. Sobre o caso do aposentado, é causa pétrea. A luta também é para eles e não vamos abrir mão”, destacou.


Ao final, o professor chamou a atenção para maior rigidez na cobrança da vacinação dos alunos nas escolas do estado. “Não estamos vendo esse comprometimento. A pandemia ainda está ai, mesmo com redução de casos. O Governo não está seguindo o que recomendou o Conselho do Ministério Público sobre a cobrança do cartão de vacina. Todos estão voltando à sala sem medidas de proteção da vida. Vamos continuar cobrando junto ao Ministério Público Estadual”, finalizou Roberto Silva.



Portal C8 Notícias

Foto: Sintese