Procon Aracaju realiza levantamento de produtos naturais


O Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Procon Aracaju) realizou, uma pesquisa de preços vendidos em empórios naturais, durante os dias 3 e 4 deste mês. O levantamento foi feito em alguns bairros da capital e analisou os preços de frutas secas, temperos, farinhas, grãos e fibras, castanhas, açúcares e chips.


O Coordenador Geral do Procon Aracaju, Igor Lopes, explica que essa é uma pesquisa inédita, envolvendo as pesquisas do órgão. "Suprimos, também, com esse trabalho, a necessidade de levar informação, a esses fornecedores, a respeito da legislação consumerista específica desse setor, principalmente, por eles comercializarem produtos perecíveis, que podem impactar na saúde e integridade física do consumidor", salientou.


Igor Lopes também orienta sobre a venda de produtos importados. "Estes devem trazer as informações claras, em língua portuguesa, traduzidas, se for o caso, para que o Código de Defesa do Consumidor não seja violado", finaliza o Coordenador.


Na categoria frutas secas, o quilo da uva passa está custando entre R$20,00 e R$85,00, ao passo que a tâmara sem caroço, o quilo, varia entre R$35,80 e R$65,00. Em relação aos temperos, a cebola granulada apresenta valores entre R$39,90 e R$78,70 o quilo, enquanto a páprica doce tem valores que vão de R$19,80 a R$48,00.


Já na categoria de farinhas, a de linhaça custa de R$20,00 a R$30,00 o quilo, e a farinha amêndoa tem o menor custo de R$70,00 e maior valor de R$120,00. Já no grupo dos grãos e fibras o item mais caro é a semente de abóbora, que está custando entre R$50,00 e R$152,70, enquanto o item mais barato, a ervilha o quilo, tem preços de R$13,30 a R$15,00.



Portal C8 Notícias

Foto: Ascom Sendec