Prefeitura lança plano de enfrentamento à violência contra mulher


Aracaju lançou o plano de enfrentamento a violência contra a mulher. O objetivo é traçar estratégias, com o foco em resguardar a integridade das aracajuanas no âmbito familiar, através de ações que integram diversos órgãos governamentais e entidades.


Segundo o Prefeito Edvaldo Nogueira, a iniciativa busca dar um basta nos inúmeros casos de violência contra a mulher na capital sergipana. "Esse decreto estabelece uma luta perene, um trabalho consistente, que não vai acabar hoje ou amanhã. Serão dez anos já definidos com este plano, com ações muito bem coordenadas, tanto que criaremos um protocolo para ser efetivamente cumprido, para que a mulher receba o melhor atendimento, seja protegida”, pontuou o gestor.


Para a vice-prefeita e Responsável por coordenar os trabalhos do plano, Katarina Feitoza, o sentimento é de emoção ao ver o instrumento se concretizar. "A sensibilidade do prefeito de estar participando disso me deixa muito tocada. É uma iniciativa fundamental para proteger as mulheres do nosso município e que vislumbramos há anos. É um plano muito bem elaborado, que nos dá um norte e estabelece os nossos compromissos com a população”, descreveu.


Quem também esteve presente no lançamento foi secretária de Estado da Inclusão e Assistência Social, Lucivanda Nunes. Ela destacou a iniciativa de proteção à mulher. "Hoje, com o Plano Municipal, estamos dando mais um passo importante para garantir essa proteção integral que a mulher precisa e o combate à violência ser mais eficaz na capital. O Estado será um grande parceiro da Prefeitura, replicando as ações que a capital desenvolverá para todos os demais municípios, dando ainda mais consistência à nossa luta e fortalecendo a rede de proteção", afirmou.


O Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher foi elaborado de forma democrática e contou com a colaboração de órgãos municipais, representantes de instituições e parceiros, que compõem a Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. Entre os parceiros estão o Tribunal de Justiça (TJ/SE), Ministério Público de Sergipe (MP/SE), Defensoria Pública, Delegacia de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), Universidade Federal de Sergipe, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE), Conselho municipal dos Direitos da Mulher, entre outras instituições.



Portal C8 Notícias

Fotos: Ana Lícia Menezes/PMA