Prefeitura e Deso alinham serviços para esgotamento sanitário da capital


Na manhã desta segunda-feira, dia 09, o Prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira participou da assinatura de um convênio de contas com a Empresa de Obras e Urbanismo (Emurb) e a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). A intenção é aumentar a capacidade de obras entre as instituições, evitando problemas no que diz respeito a realização dos serviços de esgotamento da capital.


O acordo faz parte do primeiro aditivo no contrato existente entre a Prefeitura e a Deso, para cumprimento do novo marco legal do saneamento. A partir do convênio, a administração municipal passa a realizar a reposição do asfaltamento após as obras de esgotamento sanitário executadas pela companhia em Aracaju.


Durante entrevista à imprensa, Edvaldo Nogueira destacou a importância do ato. “Este convênio que assinamos faz parte de um contrato que fizemos com a Deso, a partir do qual passamos a administração do esgoto e da água para a companhia e, com isso, passamos a ter uma participação nos lucros da empresa, para a realização de obras na cidade. Nesses dois anos, já deu uma possibilidade de R$ 20 milhões, com os quais, fizemos o acordo no encontro de contas, com as dívidas da Prefeitura em água”, explicou o prefeito.


O acerto de contas trará uma qualidade em conjunto entre a Prefeitura e a empresa de saneamento do Estado “Vamos resolver um grande problema. As empresas contratadas pela Deso, para obras de esgotamento sanitário e água, muitas vezes, não fazem a reposição do asfalto com a mesma qualidade anterior. Então, a partir de agora, a Emurb, a nossa empresa de obras, será responsável por este asfalto. A Emurb vai recuperar o asfalto e a Deso vai pagar a Prefeitura, ressarcir aquilo que for gasto pela gestão municipal. A Emurb vai fazer com mais qualidade, já que já desenvolve este trabalho muito bem. Todos ganham, e a cidade passa a ter suas vias preservadas e recuperadas com a máxima qualidade”, afirmou o prefeito.


O presidente da Deso, Carlos Melo, lembrou que essa parceria foi renovada com a questão do marco legal do saneamento básico. “Com isso, todos os municípios brasileiros e suas companhias estaduais precisam e são obrigadas, até 2033, a atingir 90% de meta de cobertura de esgotamento sanitário e 99% de abastecimento de água. Em Aracaju, já estamos com 100% de cobertura de abastecimento de água, 65% de cobertura de esgotamento sanitário e em obras em andamento para que, até o final do próximo ano, possamos atingir os 90%. Todo o Centro da cidade até a zona Sul já tem cobertura de esgotamento sanitário, as obras em andamento estão sendo executada na zona Norte, Santos Dumont, Jardim Centenário, e ainda, temos o Santa Lúcia, Sol Nascente que acabamos de entregar, e iniciaremos o Bugio, ficando apenas para cumprir, para atingir os 100%, a parte do Mosqueiro e restante da Zona de Expansão”, detalhou.


De acordo com o Presidente da Emsurb, Sérgio Ferrari, o convênio de hoje foi uma reativação de acertos de alguns anos. “A Prefeitura já devia contas de água para a Deso, que vinham se acumulando ao longo dos anos. Em compensação, todas as vezes que a Prefeitura tem feito uma obra de infraestrutura, ela coloca esgotamento sanitário. De modo, que esses investimentos serão compensados pela Deso nas dívidas em contas de água que a Prefeitura tinha. A partir de agora, vamos instituir um fundo de saneamento, assim, todo ano, 2% do faturamento da Deso, em Aracaju, será revertido para a Prefeitura”, alegou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Ana Lícia Menezes/PMA