“Política é momento de esperar, esperar e esperar”, diz Milton Andrade


O Vice-Presidente da Câmara ados Dirigentes Lojistas de Aracaju, Milton Andrade, participou do “Linha Direta” desta sexta-feira, dia 17. Ele comentou sobre a situação do comercio na capital, com a expectativa de recuperação. Ele também falou de politica e como será sua caminhada em 2022.


O empresário declarou que o comercio aracajuano vive um momento de expectativa e espera pela recuperação após um longo período de perdas devido a pandemia. “Vemos em casa dono de comercio, seja no Centro ou nos demais pontos comerciais, a grade previsão de boas vendas nesse período. E já é um prenuncio para um 2022 bem melhor”, informou Milton.


Mesmo com muita expectativa, o que preocupa é o aumento exagerado de preços de serviços como a água e a luz. “A inflação era um nome que estava riscado do mapa há alguns anos, mas ameaça voltar. Se isso ocorrer será ruim. O Banco Central está sozinho no meio de campo para segurar a taxa Selic. É preciso maior ação do Governo para controlar essa alta de preços”, alertou o Vice-Presidente da CDL Aracaju.


Apesar desta preocupação, Milton Andrade vislumbra um bom 2022 e prenuncio de um 2023 ainda melhor. “Tudo isso vai depender de um jogo de fatores, tanto da parte política quanto da parte estrutural do país. Daqui a um ano e meio é que podemos ter um progresso pleno e uma recuperação bem acima do período da pandemia”, lembrou.


Espera


A entrevista também abordou sobre política e cenário de 2022. Milton Andrade também é filiado ao Partido Liberal e preside o Diretório Municipal de Aracaju. Para ele, o momento é de ouvir a todos. “Aprendi uma coisa com Tancredo Neves e coloco em pratica agora. Política agora é momento de esperar, esperar e esperar. É o que estou fazendo. Estou acompanhando o cenário e vendo como podemos colaborar ano que vem”, pontuou.


Sobre agrupamento, Milton lembrou que segue com o Senador Alessandro Vieira e a Delegada Daniele Garcia. Perguntado se ele, do partido de Bolsonaro, faria uma aliança com os dois nomes, que são oposição, ele disse que tudo pode mudar mais na frente. “Eu mesmo gostaria de uma terceira via, com Eduardo Leite do Rio Grande do Sul. Mas ele foi descartado nas previas do PSDB. Mas continuamos articulando novos nomes”, pontuou Milton.


Ainda sobre terceira via, o líder do PL na capital disse que não gostaria que o Brasil estivesse polarizado como está. “Meu pensamento é nem Lula e Nem Bolsonaro. O páis precisa urgentemente de outro caminho. Só dois nomes na disputa não tem como avançar em propostas mais arejadas”, declarou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Rede Social/divulgação