Polícia Civil pende suspeito de golpe contra juízes e desembargadores


A Polícia Civil de Sergipe, em conjunto com a Polícia Civil de Goiás, deflagrou a “Operação Perfil Fake”. O objetivo foi apurar supostos golpes que tiveram diversas pessoas como vítimas, inclusive juízes e desembargadores. O prejuízo das vítimas pode chegar a mais de R$ 40 mil.


O trabalho em conjunto das polícias dos dois estado ocorreu nesta quinta-feira, dia 26. Um homem foi preso na cidade de Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia (GO). “Os golpistas se utilizavam de fotografias das vítimas para se passar por elas alegando ter mudado de número e pedir dinheiro aos contatos próximos. Uma delas chegou a ter prejuízo de R$ 10 mil”, revelou a delegada Lauana Guedes.


A maior parte das vítimas do golpista são juízes, desembargadores, médicos, dentistas e empresários. “O preso era o líder do grupo criminoso e ficava como uma espécie de mentor, planejando os golpes. O grupo chegou a fazer cerca de 30 vítimas em Aracaju”, confirmou a delegada.


O trabalho investigativo vinha ocorrendo desde 2020 e localizou a base da geração dos golpes no estado do Centro-Oeste do Brasil. A Polícia ainda segue analisando denúncias. Quem tiver pistas de suspeitos pode entrar em contato pelo telefone do Disque-Denúncia, o 181. O sigilo é garantido.




Portal C8 Notícias

Fotos: SSP