Polícia Civil e Receita Federal realizam operação de combate a sonegação


Na manhã desta terça-feira, dia 29, a Polícia Civil deflagrou a “Operação Off-line”. O trabalho teve o apoio da Secretaria da Fazenda do Estado e da Receita Federal e investiga a suspeita de sonegação de impostos da ordem de R$ 9,5 milhões.


Foram cumpridos mandados de busca e apreensão de documentos e aparelhos tecnológicos de uma empresa do ramo de celulares, localizada no Bairro Cirurgia. O inquérito da investigação foi apurado a partir de denúncias da Receita Federal. Segundo o órgão a loja realizava compras de aparelhos celulares e materiais de informática utilizando um CNPJ falso.


Após o início das investigações, foi descoberta a emissão de notas fiscais eletrônicas avulsas sem o recolhimento de impostos e sem registro de entrada dos produtos. Esta ação ocorreu entre maio e novembro de 2021.


Durante o “Linha Direta”, o Assessor de Comunicação da SSP, Lucas Rosário, disse que outros dois pontos comerciais da capital também estavam sendo visitados. “Nossas equipes da Policia Civil e da Receita Federal estiveram dentro da loja para recolher material. Em breve vamos anunciar coletiva para dar detalhes deste trabalho”, explicou.


Nas investigações de campo não se confirmou a existência de depósitos de mercadorias na empresa ou na residência do investigado. O volume de produtos tecnológicos vendidos pelas redes sociais é muito alto. Todo material foi levado pela Receita Federal.


Foram solicitadas medidas cautelares pela Delegacia de Ordem Tributária (Deotap) junto à justiça. A intenção é realizar buscas e apreensões dos aparelhos de informáticas, documentos fiscais e celulares, com o intuito de identificar a fraude, sonegação fiscal e possível lavagem de dinheiro.




Portal C8 Notícias

Fotos: Rozendo Aragão