PMA autoriza recuperação de calçadas às margens do Rio Sergipe


Na manhã desta quarta-feira, dia 27, o Prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira assinou ordem de serviço para recuperação da calçada que margeia o Rio Sergipe. A obra será realizada na extensão das Avenidas Otoniel Dória, Rio Branco e Ivo do Prado.


Segundo o gestor, a obra terá investimentos da ordem de R$ 5 milhões, valor oriundo dos cofres da Prefeitura. Além da recuperação, uma das novidades será a criação de uma ciclovia, que vai desde o Museu da Gente Sergipana até o Espaço Zé Peixe, no antigo hidroviário.


Para Edvaldo Nogueira, a obra vai dar mais segurança a quem trafega no local. “Há alguns dias surgiram várias fake news sobre a provável queda da calçada, que alguém poderia se machucar, enfim. Estamos acabando com isso, autorizando a obra que vai embelezar estre que é um dos trechos mais belos de nossa Aracaju”, destacou o Prefeito.


Ele ainda confirmou que a obra será o inicio do processo de recuperação do Centro Histórico da capital. “Era um sonho antigo e que aos poucos estamos realizando. Vamos começar com essa recuperação de toda a região às margens do Rio Sergipe. Já temos também previsão de recuperação do antigo Palácio da Prefeitura. Aos poucos vamos dando novos ares ao centro de nossa Aracaju”, detalhou Edvaldo.

O Presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), Sérgio Ferrari, destacou que as obras darão maior segurança e qualidade para quem passa pelo local. “Devido as noticias que circularam nas redes sociais, muita gente vem questionando sobre a segurança da via. Na verdade não há perigo de desabamento, mas é preciso recuperar. Por isso faremos a obra com ciclovia e acessibilidade. Toda a população que usa o espaço será beneficiada”, destacou.


O representante de obras da Prefeitura também foi questionado sobre a questão dos buracos que surgem nas vias da capital. Ele disse que um planejamento já está sendo feito para ser posto em prática ao final do período chuvoso. “Como o nosso inverno vai até agosto, preferimos evitar recuperar com chuva, o que não funciona, por exemplo, no recapeamento. Vamos deixar o período úmido passar para uma recuperação na malha da cidade”, pontuou.




Portal C8 Notícias

Fotos: Rozendo Aragão