“O Senador é um bom nome, mas ainda não dialogamos”, diz Amorim


Na manha desta terça-feira, dia 15, o ex-senador e Presidente Estadual do PSDB, Eduardo Amorim, participou do programa “Linha Direta”. Ele comentou sobre possíveis rumores da ida do Senador Alessandro Vieira, que deixou o Cidadania no final de semana.


No entendimento do líder tucano no estado, atá agora não houve nenhum diálogo oficial sobre a vinda de Alessandro à sigla. “Não temos nada sobre essa possibilidade da vinda do Senador ao grupo. É um bom nome, mas, por enquanto, ainda não tivemos esse diálogo”, destacou Amorim.


O ex-senador foi questionado sobre um primeiro encontro, quando Alessandro Vieira chegou a ameaçar a saída do Cidadania. Eduardo Amorim confirmou, mas disse que foi apenas uma conversa sem a intenção de mudar de partido. “Dialogamos naturalmente, mas não havia essa intenção. Diferente de agora que não existe conversas oficiais”, alegou.


Nos últimos dias apareceu nas redes sociais fotos entre o Senador Alessandro Vieira e o Governador de São Paulo, João Dória. Para Amorim, não houve nada formalizado. “Até então os dois se encontraram. Se teve alguma conversa sobre vinda ao partido desconheço, mas pode ser que tenha. Muita água ainda vai rolar até outubro”, ponderou.


Nomes e prazo

Eduardo Amorim também foi questionado sobre nome para a chapa majoritária ao Governo de Sergipe. Para ele, Valmir de Francisquinho é a preferência. “Vejo ele com possíveis chances, mesmo ele sendo do PL. Não queremos que ele saia de lá, apenas desejo que ele ande junto do grupo”, informou o Presidente Estadual do PSDB.


Sobre seu nome, ele mantém para a disputa do Senado. “Estou dialogando e firme neste pensamento. Sei que será uma dura missão, mas estou disposto a ser o pré-candidato do partido ao Senado”, destacou.


Ao final, Amorim disse que boa pare dos nomes da agremiação já está sendo analisada, mas que não tem uma data especifica para o lançamento. “Até 02 de abril teremos o prazo legal da Justiça Eleitoral para o lançamento de nomes. Vamos articulando para até este momento buscarmos as alternativas”, explicou.



Portal C8 Notícias

Foto: Agência Senado