“O Nordeste é nosso parceiro”, diz Bolsonaro em Propriá


No final da manha desta terça-feira, dia 17, o Presidente Jair Bolsonaro esteve na cidade de Propriá, no Baixo São Francisco. Ao lado da comitiva, ele inaugurou o trecho de 40 quilômetros da BR-101, entre Propriá e Japaratuba, na região Leste do Estado.


Bolsonaro chegou a Aracaju por volta das 9h30 da manhã. Após cumprimentar apoiadores que estavam no Aeroporto Santa Maria, ele seguiu em um helicóptero da Força Aérea Brasileira para Propriá, onde chegou por volta das 10h30.


Um dos que discursou foi o Ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio. Ele destacou que a obra é fundamental para interligar várias capitais do Nordeste ao Sul do país, além de ser benéfica para a economia. “Há 12 anos que esta obra era para ser entregue e não foi. Tivemos muita ineficiência dos Governos anteriores. Em 3 anos fizemos bem mais que os gestores do passado. Só no Nordeste são mais de 120 quilômetros. Liberamos por completo a ponte do Rio São Francisco e agora a meta são os 25 quilômetros no sentido norte de Aracaju”, afirmou.


O Senador de Alagoas, Fernando Collor de Mello, também esteve presente no evento. Ele lembrou que o Nordeste é grato ao trabalho de Bolsonaro na região. “Vossa excelência atuou em um momento muito difícil que foi a pandemia. Criou o Auxilio Brasil e o Auxílio Emergencial. E agora obras estruturantes como a BR-101. Mais um motivo de união entre Sergipe e Alagoas, estados irmãos”, destacou.


Em seu discurso para milhares de pessoas que estavam no pátio do Posto Fiscal da Secretaria da Fazenda, Jair Bolsonaro saudou sergipanos e alagoanos e afirmou que estar no Nordeste mais uma vez era motivo de alegria. “Bom rever vocês aqui nesta inauguração importante para a vida econômica de dois estados. Muito bom também ver todo este povo vestindo o nosso verde e amarelo. Sou grato pelo carinho de vocês. O Nordeste é nosso parceiro”, destacou.


O Presidente disse também que a inauguração a BR-101 é mais um motivo de independência e liberdade do povo. “Fico muito contente ao ver vocês tendo autonomia e se libertando das amarras da velha política. Já estamos fazendo um país diferente”, declarou Bolsonaro.


Críticas aos governadores

O líder do Executivo também aproveitou para criticar os Governadores que, segundo ele, praticaram o “fique em casa e a economia vemos depois”. “Muita gente embarcou nessa. Lembro que o Governo Federal não fechou uma loja sequer. Respeitamos a liberdade de vocês. Devíamos combater o vírus e o desemprego. Uma pena que vários administradores destruíram empregos e renda, em especial do mais pobre. Por isso que criamos o Auxílio Emergencial. Lamentamos a perda do poder de compra dos brasileiros, mas isso tudo vem do isolamento geral”, afirmou.


Ao final, Bolsonaro disse que estava dando autonomia ao homem do campo, ao dar a posse da terra, e “acabando” como movimentos como o MST. Ele também disse que está mediando com vários países para que os fertilizantes cheguem ao país. “Sabemos que vocês do Nordeste também vivem do agronegócio. Já estamos recebendo navios com o produto. Estamos voltando à normalidade”, destacou.


Após a cerimônia, Jair Bolsonaro participou de uma “motociata” organizada por apoiadores. O cortejo seguiu pelo trecho duplicado da BR-101. Em seguida o Presidente foi até a cidade de Capela, onde foi recepcionado por diversos apoiadores. Bolsonaro voltou a Aracaju por volta das 14 horas, de onde pegou o Avião Presidencial de volta a Brasília.



Portal C8 Notícias

Fotos: Lúcio Flávio/Rogério Monteiro