Municípios sergipanos já sentem aumento da vazão do Rio São Francisco


Devido as fortes chuvas que atingiram Minas Gerais há algumas semanas, o Rio São Francisco registrou aumento de nível em toda a sua extensão. Por conta disso a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) anunciou abertura de comportas em ursinas, entre elas Xingó. Isso já vem provocando diferença às margens do rio em municípios sergipanos.


Em Canindé de São Francisco a prainha já tem boa parte da faixa dos banhistas com grande volume de água. Da mesma forma em Propriá, onde o nível já bate na mureta de proteção da orla. E a tendência é de mais água até pelo menos perto do fim do mês.


De acordo com o Coordenador-Adjunto da Defesa Civil de Sergipe, Alysson de Carvalho, a vazão está em média com 2500 m³/s, mas pode aumentar. “A informação da Chesf é que até dia 24 o nível possa chegar a 4000 m³/s. Por isso chamamos a atenção das pessoas que residem perto do rio para evitar deixar embarcações e demais patrimônios às margens. O objetivo é evitar alagamentos. Todos devem procurar o poder público para dar auxilio na retirada”, destacou.


Ele disse que o monitoramento é feito de forma constante. “Sempre estamos em contato com a Defesa Civil de cada município de Sergipe que margeia o Velho Chico. O objetivo é o trabalho em conjunto para auxiliar os municípios e as pessoas que, por ventura, possam ser atingidas”, lembrou Alysson de Carvalho.


Os municípios que já estão em alerta são: -Amparo do São Francisco; -Brejo Grande; -Canhoba; -Canindé do São Francisco; -Gararu; -Ilha das Flores; -Neópolis; -Nossa Senhora de Lourdes; -Poço Redondo; -Porto da Folha; -Propriá; -Santana do São Francisco; -Telha.



Portal C8 Notícias

Foto: Defesa Civil Sergipe