“Muitas empresas desconhecem o ‘Jovem Aprendiz’”, diz Coordenadora


Na manhã desta segunda-feira, dia 13, a Coordenadora Nacional do Programa “Aprendiz Integrado”, Dra. Mafra Meris, participou do Programa “Linha Direta” com Jairo Alves de Almeida. Ela comentou sobre a iniciativa, que desde 2018 vem formando jovens para o inicio do mercado de trabalho.


A gestora destacou de inicio sobre a iniciativa do projeto, que está inserido dentro do “Jovem Aprendiz”, proposta que já tem 22 anos de história. “A intenção era que mais jovens pudessem ser inseridos dentro do mercado de trabalho para conseguir a tão sonhada experiência profissional. Imagine a angústia de muitos deles que vem para a fila do emprego e não conseguem, pois não tiveram experiência. E nessa retomada pós-pandemia, o que tem deles que estão angustiados com isso é preocupante. Por isso estamos intensificando essa proposta”, detalhou.

Dra. Mafra Meris disse que o piloto do Projeto “Aprendiz Integrado” surgiu em Sergipe no ano de 2018, ainda no Governo Michel Temer. . E aos poucos a iniciativa vai sendo colocada para vários estados. “Já temos essa iniciativa no Rio de janeiro, principalmente nas maiores cidades do interior do estado. São jovens a partir dos 14 anos que não são contratados como trabalhadores comuns, mas como aprendizes. Igualmente aqui, eles recebem todo treinamento e ganham meio salario. Através disto é que os jovens podem ter acesso ao mercado de trabalho”, pontuou.


A Coordenadora lembra que muitas empresas e instituições acham que o programa de contratação temporária de jovens trás muitos encargos. Ela afirma que não é tudo o que se imagina. “Infelizmente a proposta, que é uma lei, não é cumprida por grande parte dos empresários. Credito a isso por desconhecimento. Como afirmei, os jovens recebem metade de um salário-mínimo e tem um tempo de atuação durante o dia. Além disto, quem completar 24 anos já não permanece no local, pois atingiu a idade limite. Isso é para dar incentivo aos adolescentes para terem o aperfeiçoamento profissional”, lembrou Dra. Mafra.


Ela também explica as condições de uma empresa manter o projeto. “O Jovem Aprendiz é praticado por quantidade de funcionários. A cada 10 trabalhadores é preciso mínimo de um jovem do projeto. Isso para médias e grandes empresas. O poder público também pode participar”, destacou Dra. Mafra Meris.


Ao final ela falou que acontecerá nesta segunda-feira inscrições do projeto Aprendiz Integrado no Aracaju Parque Shopping a partir de 13 horas. “Estaremos no centro de compras para fazer inscrições e apresentar aos jovens as oportunidades. Serão 65 vagas ofertadas para quem tiver entre 16 e 22 anos. Outros detalhes e também meios de inscrição estão disponíveis no nosso Instagram @aprendizintegrado. Queremos um bom número de participantes para divulgar o projeto para novas iniciativas”, explicou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Rozendo Aragão