MP pede à SSP investigação contra torcedores do Confiança


O promotor de justiça Deijaniro Jonas solicitou na manhã desta terça-feira (21), ao secretário da Segurança Pública, João Eloy de Menezes, a abertura de inquérito policial para apurar crimes de ameaça, perturbação, agressão e perseguição praticados por membros de uma torcida organizada contra atletas e dirigentes do Confiança, assim como os cometidos contra demais colaboradores do futebol sergipano. Na reunião, que ocorreu na SSP, foi entregue o ofício requisitando a investigação nos termos dos incisos 7 e 8, do artigo 129, da Constituição Federal. O promotor Deijaniro Jonas ressaltou que o encontro teve como objetivo tratar de temas relacionados à segurança pública, como as ocorrências recentes de crimes praticados contra integrantes do Confiança. “Dentre os temas discutidos, um deles diz respeito à necessidade de se apurar a conduta de membros de torcidas organizadas, que vem trazendo transtornos no sentido de agressões, intimidações e perseguições, o que é algo inconcebível”, evidenciou. O promotor detalhou que a solicitação de investigação é decorrente de diversas situações registradas tanto presencialmente, quanto pela internet. “Por conta de alguns fatos já constatados, como os ocorridos no Aeroporto de Aracaju, nas imediações do Estádio Sabino Ribeiro, em ambientes públicos com a presença de jogadores em seus momentos de lazer e observados em redes sociais com ameaças direcionadas a dirigentes, resolvemos trazer esses fatos e requisitar a instauração de inquérito policial para apurar esses fatos e identificar possíveis responsáveis”, acrescentou. Indiciamento A Polícia Civil já vinha investigando diversos casos de agressões contra atletas do Confiança, como é o caso do ocorrido no Aeroporto de Aracaju, no final do ano passado. Nas investigações, foram analisadas imagens de câmeras de equipe de reportagem e também do aeroporto. Como resultado da apuração, foi identificado e indiciado um torcedor que agrediu verbalmente e fisicamente jogadores e integrantes da comissão do time. No dia da agressão, um jogador foi ferido no rosto. Fonte: SSP/SE