“Minha intenção é o nome de Rogério”, diz Marcos Santana


O Prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, do MDB, foi o entrevistado da manhã desta quarta-feira, dia 16, no Programa “Linha Direta”. O gestor falou sobre seu futuro político e diversas ações realizadas na administração da quarta cidade mais antiga do Brasil.


Um dos primeiros pontos da entrevista foi sobre principais movimentos culturais de Sergipe, o Festival de Arte de São Cristóvão, Marcos Santana disse que, se não houver pandemia ou estiver bem controlada, vai acontecer em dezembro. “É o que torcemos. Se a covid-19 voltar, não tem como fazer uma festa que reúne 50 mil pessoas. A previsão é realizar entre os dias 1º e 04 de dezembro. Já temos equipe para formatar as atrações. Mas isso tudo será possível com o recuo da pandemia”, alertou.


Marcos Santana foi questionado por ouvintes sobre o chamamento de aprovados do concurso público para a educação em São Cristóvão. O gestor lembrou que está acontecendo a convocação de forma gradativa. “O certame foi feito em 2019 para 27 vagas. Mas com a aposentadoria de outros professores, estamos automaticamente chamando os que estão nas primeiras classificações”, explicou.


Sobre obras, o prefeito lembrou as atividades voltadas ao apoio do Turismo e as comunidades. “Estamos construindo um restaurante panorâmico no Cristo, restaurando a Bica dos Pintos, também com apoio do Estado, revitalizando a Estrada do Povoado Pedreira. Sobre a infraestrutura, estamos pavimentado vias em bairros e loteamentos do município. Tudo para o bem estar de quem visita, mas principalmente, de quem vivem na Cidade Mãe de Sergipe”, lembrou.


Com relação ao setor educacional, o prefeito disse que está lutando para que São Cristóvão seja referência em todo estado. “Não estou satisfeito com a quinta colocação na avaliação do SAEB. Claro, tiramos o município de algo bem mais distante, mas minha luta e desafio é esse. Transformar São Cristóvão em uma cidade educadora até o fim do mandato”, comentou.


Sobre a geração de empregos, Marcos Santana disse que o município não pode ficar refém de Aracaju ou então se transformar numa cidade dormitório. “Criamos uma lei de desenvolvimento econômico. Isto dará apoio e incentivos fiscais para a vinda de empresas, a exemplo do que está ocorrendo com o nosso Distrito Industrial. Uma grande empresa está construindo moinho de trigo. Isso já trará um ganho para os sancristovenses. Já temos tratativas para mais empresas”, pontuou.


Futuro político e apoio a Rogério

Com relação às Eleições 2022, o prefeito afirmou que não pretende disputar nada este ano. “É claro que política é dinâmica. Temos uma janela partidária agora. Mas posso garantir, ninguém vai me ver candidato a cargo proporcional. Minha intenção é seguir até o fim de meu mandato à frente da Prefeitura de São Cristóvão”, explicou.


Sobre futuro político, Marcos Santana disse que não pensa em sair do meio após dezembro de 2024 e que a cidade precisa de alguém dentro da Assembleia para defender interesses. “Posso estar na politica influenciando e estimulando. Tenho 62 anos, me sinto e sou bastante ativo e espero contribuir com a vida política de São Cristóvão e de Sergipe. Mas desde já digo que é importância dos eleitores da cidade escolherem as pessoas da região para o parlamento estadual. Isso é importante para atrair recursos”, defendeu.


Com relação a nomes que apoiaria para Governador, o prefeito destacou o interesse pelo nome do Pré-Candidato do Partido dos Trabalhadores Rogério Carvalho. “Essa decisão surgiu de conversas. Entendo que o nome dele é bem mais preparado. É um parlamentar destemido e que tem força. Por isso que me antecipei e declarei. Independente de alinhamento politico com Belivaldo, a minha intenção será de apoiar o Senador”, alegou Marcos Santana.


“Ouvir sem problemas”

Com relação à declaração do Pré-Candidato ao Governo, Fábio Mitidieri, sobre a conversa que vai ter com todos os prefeitos sergipanos, o gestor de São Cristóvão afirmou que não pensa em mudar de ideia. “Como prefeito, posso ouvir cada um sem problema. Fábio é um exemplar nome do parlamento em Brasília. Mas a expectativa é para Rogério Carvalho. E deixo claro que não critico a ninguém”, finalizou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Cláudio Leite