Laudo aponta substâncias no corpo de Paulinha Abelha


Um laudo apontou a presença de substâncias que podem ter induzido a morte da cantora Paulinha Abelha. As informações foram apresentadas durante o Programa “Domingo Espetacular” da Rede Record.


Segundo o documento conhecido como painel toxicológico, foram encontradas 17 substâncias no corpo da arista. Entre eles anfetaminas e barbitúricos. Outro medicamento localizado é de tarja preta utilizado no tratamento do Transtorno do Défict de Atenção, o que pode gerar redução de apetite, perda de peso, náuseas e vômito.


Além disto foi apontado o uso de uma erva hepatotóxica, que pode causar danos ao fígado, e levar à hepatite. Segundo a reportagem, alguns destes produtos foram passado por uma nutróloga que foi procurada e ainda não respondeu aos questionamentos.


Outro laudo aponta que teria causado a morte da cantora. Paulinha Abelha teve meningoencefalite, hipertensão craniana, insuficiência renal aguda e hepatite. Ela faleceu no dia 23 de fevereiro após 12 dias internada em 2 hospitais da capital. O corpo foi velado no Ginásio Constâncio Vieira e no ginásio de Simão Dias, onde foi sepultada no cemitério da cidade.



Portal C8 Notícias

Foto: Instagram Pauliha Abelha