“Lamento, mas precisamos trabalhar independente de quem fica”, diz Edvaldo sobre JB


Durante a assinatura da ordem de serviço da recuperação da calçada que margeia o Rio Sergipe, o Prefeito Edvaldo Nogueira também foi perguntado sobre política. E o principal assunto foi a ida de Jackson Barreto para o agrupamento do pré-candidato Rogério Carvalho do PT.


O gestor municipal disse que Jackson é um grande nome, mas que o agrupamento que ele se encontra não pode ficar paralisado. “Eu mesmo lamento a saída dele. Durante várias Eleições pedimos votos juntos. Nas campanhas de Marcelo Déda ele foi um grande nome. Infelizmente não está conosco. Mesmo assim temos que ir em frente e trabalhar, independente de quem vai ou fica”, destacou.


Edvaldo também declarou que o motivo de saída de Jackson deve ser respondido apenas por ele. “Não tenho o que justificar. Estou onde sempre estive, do lado de quem busca compor o grupo. Se Jackson Barreto não quer estar conosco, ai já é com ele. É algo particular que somente ele poderá responder”, pontuou.


O Prefeito da capital disse também que Jackson Barreto participou de todos os encontros do agrupamento e que estava ciente que o grupo liderado por Fábio Mitidieri e Belivaldo Chagas teriam 2 nomes para o Senado. “Jackson sempre soube disto, esteve conosco até semana passada, mas só agora decidiu sair e não concordar. Repito, isso é algo particular dele. Da ideologia que ele pretende seguir”, descreveu.


Questionado se o eleitor ficaria confuso com o palanque de um grupo e vários nomes a pré-candidato a Presidente da República, o gestor disse que o povo é sábio e que cada um terá o seu momento. “Quando Ciro chegar aqui estarei com ele. Quando Bolsonaro vier, será Laércio. Quando Lula vier, Fábio ira dar apoio. Todos tem seu ponto de vista, mas o agrupamento estará junto, sem nenhum problema”, explicou Edvaldo.




Portal C8 Notícias

Foto: Rozendo Aragão