ITPS e Sindpese realizam encontro para discutir clandestinidade no GNV


Nos últimos tempos o Brasil vem registrando alguns casos de explosões envolvendo o cilindro do Gás Natural Veicular, o GNV. O sinistro ocorre durante o ato de abastecimento em vários postos. Para buscar os cuidados sobre o procedimento, aconteceu reunião entre representantes do Instituto de Tecnologia e Pesquisa de Sergipe e o Sindicato dos Donos de Postos de Combustível do estado.


A reunião buscou ideias para amenizar os riscos do abastecimento. Além disto, foi discutida também a questão da clandestinidade na instalação dos kits de GNV nos veículos de Sergipe. “O ITPS, ao fazer as fiscalizações nas oficinas credenciadas, orienta condutores e proprietários dos veículos que façam a instalação do sistema de gás natural veicular em oficinas que tenham certificado do Inmetro. Isso garante que o equipamento seja instalado no seu veículo, em condições de segurança”, alerta o Diretor-Presidente Kaká Andrade.


Para o Secretário-Executivo do Sindpese, Maurício Abreu Cotrim, é preciso medidas mais eficazes de fiscalização para minimizar os riscos e combater as oficinas clandestinas. “Nossa expectativa foi atendida, contávamos com essa parceria e fomos bem atendidos pelo presidente do ITPS, Kaká Andrade. Faremos um trabalho preventivo para proteger a sociedade assim como a revenda e o colaborador”, garantiu.


A atuação entre ITPS e Sindpese deverão evitar riscos e acidentes com o combustível e inibir as práticas ilegais de instalações de kits. “Faremos um trabalho de conscientização e vamos intensificar as fiscalizações, de forma que os veículos sejam abastecidos com o GNV, após apresentação do certificado, documento que garante que o kit instalado no veículo, está regular”, detalhou Kaká Andrade.




Portal C8 Notícias

Fotos: Ascom ITPS