Infectologista alerta sobre mesmos cuidados da covid-19 para prevenir influenza


Na manha desta sexta-feira, dia 17, o Diretor em Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde e Infectologista Marco Aurélio Gois, participou do Programa “Linha Direta”. O Especialista comentou sobre os 6 casos da gripe influenza A (H3N2) registrados em Sergipe.


O Diretor afirmou que os casos foram confirmados em sua maioria na cidade de Itabaianinha, na região centro-sul do estado. “A cidade registrou um grande número de pessoas com síndromes gripais. Testamos cerca de 12 pessoas para a covid-19 e todos deram negativo. No entanto, 5 forma positivo para H3N2. Além de Itabaianinha, um caso foi confirmado em Aracaju. Todos apresentam sintomas leves”, destacou.


Perguntado sobre sintomas, Marco Aurélio destacou que são semelhantes as da covid-19. “Por isso que a coleta de material é feita por via nasal, como é feita a testagem do coronavírus. Aparentemente o que está se apresentando é uma tramissibilidade maior do que outros casos de gripe. Estamos monitorando os casos”, lembrou o Diretor em Vigilância em Saúde.


Sobre as formas de evitar o contagio, os meios também são semelhantes a covid-19. “É sempre interessante lembrar que a via de contaminação é a mesma, pelo ar. Por isso, evitar locais com muita gente e sem circulação de ar é fundamental. Alémn é claro de lavar sempre as mãos, usar álcool e a máscara sempre quando for sair”, alegou.


Ao final o Dr. Marco Aurélio fez um alerta sobre as festas de fim de ano. Com a flexibilização das medidas da covid-19, a tendência é de eventos de Natal e Fim de ano com grande numero de pessoas. “Estamos em um momento de queda de casos da covid-19. Muitos podem achar que a pandemia está acabando. No entanto agora vem esses casos da influenza A poderão se dissipar. O que pode ajudar e que boa parte do público-alvo está imunizada, mesmo assim é necessário cautela”, detalhou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Marcello Casal Junior/ Agência Brasil