Incêndio do Nestor Piva teve início na sala de prescrição médica, diz laudo


Nesta sexta-feira, dia 06, o Instituto de Criminalística da Secretaria de Segurança Pública divulgou o laudo final sobre as causas do incêndio na Unidade de Pronto Atendimento Nestor Piva. O sinistro aconteceu no dia 28 de maio e causou a morte de 5 pacientes.


Segundo análise do instituto, o fogo teve início na sala de prescrição médica, com o superaquecimento do aparelho de ar-condicionado. Depois as chamas se propagaram para a sala de medicamentos, atingindo demais setores e provocando fumaça. A investigação descartou ação direta ou proposital ou também que o fogo tenha sido provocado acidentalmente, sob imprudência ou negligência.


O resultado do laudo já está com o Delegado André Gouveia da 3ª Delegacia Metropolitana, que investiga o caso. A Prefeitura de Aracaju disse que poderá exigir a responsabilidade da empresa fabricante do aparelho que gerou o problema. Até o final da tarde desta sexta-feira a empresa que administra o Nestor Piva não tinha se pronunciado.




Portal C8 Notícias

Foto: Ascom SSP / divulgação