Hospital Santa Isabel é tema de reunião na CMA


Na tarde desta terça-feira, dia 19, a Câmara de Vereadores de Aracaju foi palco de uma grande reunião com diversos representantes da saúde. O objetivo foi discutir e buscar soluções sobre a questão do Santa Isabel, que chegou a anunciar a suspensão de procedimentos eletivos, devido a dificuldade para fechar escalas.


A discussão envolveu representantes de conselhos de Saúde, além de lideres de comissão da área na Assembleia Legislativa e Câmara de Aracaju. A Presidente da Comissão de Saúde da Alese, Deputada Gorete Reis, lembra que é preciso uma ampla discussão para que a população não seja mais penalizada. “Não dá pra impedir que as pessoas cheguem nas unidades de atendimento e sejam proibidas de serem acolhidas. É preciso todo um cuidado, pois saúde é algo delicado. E um dos problemas que já percebo desde quando fui gestora em Lagarto é sobre o valor da tabela SUS. Em muitos casos, ela não é atrativa para o profissional da saúde. Por isso temos dificuldades, como ocorreu com o Santa Isabel”, destacou.


O Presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Aracaju, Vereador Isac Silveira, destacou que o encontro serviu para ampliar horizontes. “Posso dizer que a nossa audiência foi muito boa para ajustarmos as dificuldades. Isso depende de uma ajuda em conjunto, pois não podemos deixar que um hospital como o Santa Isabel, que surgiu praticamente junto com Aracaju, deixe de ofertar leitos para nossas crianças. O Estado está querendo negociar 3 unidades de terapia intensiva. UTI é ouro. Também vejo que poderia ter ajuda maior do Governo Federal, pois se a unidade infantil do Hospital Universitário já está pronta e com equipe, o que esperar mais? Temos que buscar as soluções”, completou.


A Diretora do Hospital Santa Isabel, Débora Leite, participou do encontro e disse que saia com melhores expectativas. “Tínhamos uma certa dificuldade de entrar em contato com o poder público. Enviamos vários ofícios alertando sobre a questão de valores e escalas. Mas agora já podemos ter um dialogo. Não queremos deixar de ofertar nossos serviços, apenas queremos um norte para que tudo siga de forma tranquila”, afirmou.



Portal C8 Notícias

Fotos: Dienis Celestino