Governo prorroga medidas contra a covid-19 até a próxima segunda-feira


No final da tarde desta quinta-feira, dia 27, o Governador Belivaldo Chagas se reuniu com o comitê técnico-cientifico que acompanha a pandemia da covid-19 no estado. O objetivo foi verificar a situação que Sergipe se encontra. Ficou decidido que as medias serão prorrogadas até a segunda-feira, dia 31, quando ocorrerá outra reunião, desta vez para definir sobre os festejos de Carnaval.


Sobre a realização de eventos, segue o decreto anterior. Ações de lazer coletivos, a exemplo de shows, blocos, micaretas e similares, a capacidade máxima é de 5.000 pessoas em ambientes externos e 3.000 pessoas em ambientes internos. Para realizar estes atos, é preciso autorização da Secretaria de Estado da Saúde.


Outro ponto do ultimo decreto estabelece que qualquer evento, a partir de 400 pessoas em ambientes internos e 600 pessoas em espaço externo, somente é permitido o acesso daqueles que tenham recebido a 1ª dose e a 2ª dose contra a Covid-19, ou que apresentem teste antígeno/RT-PCR de Covid-19 negativo feito com, no máximo, 48h de antecedência.


Com relação a eventos corporativos, técnicos, científicos e similares; eventos sociais, a exemplo de casamentos, aniversários, formaturas e similares (que não se enquadrem em caráter festivo de lazer coletivo, a exemplo de shows, baladas, blocos, micaretas e similares); eventos e atividades culturais, a exemplo de feiras de artesanato, mostras culturais e similares; eventos, feiras e exposições de natureza comercial e similares, a capacidade máxima também é de 5.000 pessoas em ambientes externos e 3.000 pessoas em ambientes internos.


No caso de atos, profissionais ou amadores, a exemplo de corridas, maratonas, cavalgadas, torneios, campeonatos e partidas das diversas modalidades esportivas, exceto de futebol profissional, a capacidade é de 5.000 pessoas em ambientes externos e 3.000 pessoas em ambientes internos. É permitida a realização de competições e eventos esportivos em geral, profissionais ou amadores, desde que haja o cumprimento do protocolo sanitário específico publicado pela Secretaria de Estado da Saúde. Para os jogos de futebol profissional, seguem valendo as regras específicas atuais.



Portal C8 Notícias

Foto: Arturo Paganini/Supec