Fiscalização encontra irregularidades em mercado de Propriá


Teve inicio nesta segunda-feira, dia 1°, a 6ª etapa da Fiscalização Preventiva Integrada em Sergipe (FPI). O foco do trabalho foi detectar irregularidades e evitar a degradação de um dos principais meios de abastecimento de água do Nordeste, o Rio São Francisco.


O primeiro trabalho da sexta etapa da fiscalização aconteceu em Propriá, na região do Baixo São Francisco. Foram fiscalizados mercados de carne e de peixe da cidade. Os mesmos estabelecimentos foram visitados em 2019. Depois de 3 anos, vários problemas apontados voltaram a ser vistos.


Na parte de venda de carnes foram encontrados equipamentos irregulares feitos de madeira. Além disto, partes de ferro que serviam para pendurar as carnes estavam enferrujadas, mesmo na área de refrigeração. “Estivemos aqui e apontamos o que devia ser feito. Houve melhorias, mas depois a situação voltou a piorar”, destacou a Coordenadora da Equipe Abate, Salete Dezen.


No mercado de peixe a situação mais agravante foi o esgoto sendo despejado diretamente no Velho Chico. O local foi apontado como de boa estrutura, mas ainda precisa de melhorias, principalmente no despejo de dejetos e no acondicionamento frigorifico dos pescados.

A equipe de fiscalização teve um encontro com o Prefeito de Propriá, Valberto Oliveira. Ele disse que já existe um projeto de reforma do mercado, que já está no processo de licenciamento ambiental. O serviço da FPI segue sendo realizado em toda a região do Baixo São Francisco pelos próximos dias.



Portal C8 Notícias

Foto: MPF/FPI