“Existe possibilidade de um novo Hospital de Campanha”, diz Secretária


A situação atual da covid-19 e a vacinação foram temas de entrevista da Secretária de Saúde de Aracaju, Waneska Barboza, no Programa “Linha Direta”. Ela também comentou sobre o caso do Hospital Nestor Piva e a possibilidade de um novo Hospital de Campanha.


Waneska Barboza foi perguntada sobre a lentidão da imunização na capital. Segundo a Secretária, houve um problema no caso do cadastramento das pessoas que atuam na educação. “Foi dado um prazo para que as escolas mandassem a relação e não teve um retorno de imediato. Mas conseguimos contornar essa situação pontual. Lembrando que tivemos o problema de poucas doses para esse público, uma vez que não estava na lista principal do Programa Nacional de Imunizações”, destacou.


Outra reclamação abordada por ouvintes foi sobre os locais de vacinação. Para a Secretária, não existe problemas nesse aspecto. “Todos os dias informamos em nosso site e nas redes sociais. O que pode existir é que tem doses de vacinas especificas para determinados públicos em algumas unidades. Hoje estamos coma vacinação a partir de 56 anos e a meta é avançar até 54 até o domingo. Chegando mais doses a Aracaju, avançaremos ainda mais”, avisou Waneska Barboza.


Com relação a oxigênio para os pacientes com a covid-19, a Secretária de Saúde de Aracaju disse que está verificando todos os dias e não há por enquanto alerta vermelho sobre isso. No caso dos leitos, ela afirmou que a Prefeitura está em busca de novos espaços. “Procuramos a ampliação de novos leitos de UTI e enfermagem para as pessoas com casos mais graves. Em alguns locais ficaria inviável, pois com a reforma e preparação poderiam demorar mais de 2 meses. Não descartamos a possibilidade de ter um novo Hospital de Campanha”, lembrou.


Questionada sobre o desmonte do antigo hospital no Estádio João Hora, a Secretária alega que houve o fim de contrato e a redução de casos. “Lá vivíamos um cenário de casos que, com o tempo, foi reduzindo. Não havia chance de manter um local sem ocupação. Por isso decidimos finalizar o empreendimento”, explicou Waneska.


Sobre o incêndio do Hospital Nestor Piva, ela disse que está aguardando o laudo dos Bombeiros e da Perícia e que os pacientes que foram transferidos em sua maioria já receberam alta. “Foi um trabalho de muita eficiência na retirada das pessoas. Mesmo com limite máximo conseguimos. Lamentamos muito pelas 5 vítimas. Vamos em busca de respostas para saber de fato o que ocorreu”, pontuou a Secretária de Saúde de Aracaju.


Portal C8 Notícias

Foto: Ascom SMS