top of page

“Era oposição às velhas ideias e não às pessoas”, declarou Milton Andrade


Na manhã desta quarta-feira, dia 05, o Diretor-Presidente da recém-criada Agência de Desenvolvimento de Sergipe, Milton Andrade, foi entrevistado no programa Cultura Notícias. Ele falou sobre o desafio no Governo do Estado e também respondeu sobre seu posicionamento politico de agora e de alguns anos.


Segundo Milton, a criação da Agência no Governo Fábio Mitidieri vem colaborar no desenvolvimento de empresas e empregos, além da captação de recursos para o estado de Sergipe. “Teremos um trabalho intenso para atender a demanda vinda de empreendimentos. Fábio está participando de diversos encontros com empresários do setor industrial. Tudo isso para aumentar e fomentar a chegada de oportunidades aqui em Sergipe”, pontuou.


Outra medida citada por Milton Andrade é que os sergipanos, especialmente os mais jovens poderão permanecer aqui, nos postos de trabalho. Gerando emprego e renda. “Quantos talentos saem de Sergipe e conseguem oportunidades fora do estado porque aqui não tem vagas de emprego. Queremos reverter isso”, destacou.


Questionado sobre ações de logística, o Presidente da Agencia lembro que será feito um incentivo maior para o escoamento dos produtos agrícolas. “O desenvolvimento do escoamento da produção do estado através do Porto de Sergipe é muito importante, que inclusive já exportou milho nesse ano. O Secretário da Agricultura Zeca da Silva vem se destacando nesse assunto”, disse Andrade.


O diretor também destacou que alguns nomes já estão sendo pensados para dar suporte na agência. “Cito aqui Sales Neto, ex-secretário da Comunicação, e Bruno Marques, este que vem de Brasília. Além deles, outras pessoas vão compor a direção. Em breve vamos anunciar oficialmente nosso grupo de trabalho”, destacou Milton Andrade.


Perguntado se a agencia também ficará responsável pela formação de parcerias público-privadas (PPP), Milton disse que também será um papel fundamental e lembrou o caso da Deso. "O uso das PPPs que é semelhante a remédio prescrito por médico, faz bem a saúde. A Deso passará por PPP, mas ainda vamos analisar em qual setor será implantada a parceria. Só digo que será benéfica, como ocorreu com a Energisa, que foi totalmente vendida, mas não é de interesse do Governo vender a companhia de água e esgoto totalmente”, pontuou.


Já em relação ao Banese e Sergás, ele afirmou que nada foi discutido ainda e que Fábio Mitidieri está inovando. “No caso do Banese o Governador quer aumentar o incentivo e não quer de foram alguma vender o Banese. Já a Sergás, deverá passar por uma reformulação, pois existe sim uma participação privada bem maior nela”, detalhou.


No final da entrevista ele foi perguntado sobre política. Milton Andrade fazia uma oposição ao então Governo de Belivaldo Chagas, e dentro do agrupamento tinha Fábio Mitidieri. Atualmente o político, da Federação Cidadania-PSDB, está fazendo parte da gestão. Questionado sobre o motivo de estar com Fábio agora e ter sido opositor no passado, o presidente da agência afirmou que nunca teve nada com Mitidieri. Milton afirmou que era oposição , as velhas ideias de alguns que participavam do Governo no passado. “No governo passado eu era oposição às velhas ideias e não às pessoas”. Contra Fábio Mitidieri nunca tive nenhum grande problema. Somos jovens e estamos na política para modificar avidadas pessoas. Eleição é outro momento. Mas agora estamos pensando em Sergipe. Vamos fazer a nossa parte dentro do governo para fortalecer o estado e os sergipanos”, finalizou.



Por Ceiça Dias

Redação C8

Foto: ASN

bottom of page