Eliane sobre as eleições 2022: “eu quero realmente que a gente consiga mudar o que está aí”

Atualizado: Abr 28


Eliane Aquino: “O Brasil se tornou o país mais difícil na condução dessa pandemia".

A vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino, foi entrevistada na manhã desta terça-feira, 27, no programa Linha Direta, da Rede Cultura de Comunicação. Dentre os assuntos de destaque na entrevista, Aquino falou como se comportará em 2022.


Após o rompimento do Partido dos Trabalhadores com o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, existe uma grande expectativa sobre o posicionamento do PT nas eleições estaduais do próximo ano, mas a vice-governadora não fez nenhuma revelação sobre este fato.


Ao ser questionada sobre o próximo pleito, ela declarou que estará do lado dos brasileiros e propôs o retorno do seu partido à presidência. “Eu projeto meu país, eu quero realmente que a gente consiga mudar o que está aí, consiga fazer esse país voltar a crescer, que é um país que não tem sentido, com a riqueza que tem, passar fome. Um país extremamente rico, de pessoas trabalhadoras, mas o que a gente quer é colocar ele nos trilhos de novo. O que vai ser da vida da Eliane, não sei, o tempo vai dizer, mas hoje a gente precisa resolver a pandemia”, declarou.


Durante a conversa, a petista fez duras críticas ao governo federal e a forma como o presidente vem administrando a pandemia. Segundo ela, a resistência na compra das vacinas contribuiu com o agravamento da situação.


“O Brasil se tornou o país mais difícil na condução dessa pandemia. A vacina, o Brasil demorou muito a comprar, então nós temos uma fila gigantesca [de países] que compraram ano passado e os laboratórios estão entregando. Com isso, o Brasil não consegue comprar”. Aquino também destacou a falta de vacinas para segunda dose em Sergipe.


Eliane falou, ainda, sobre o crescimento da pobreza no país. “Pessoas que em outras campanhas ajudavam, hoje estão precisando”. Para assistir às famílias afetadas pela crise econômica decorrente da pandemia do COVID-19, o Governo do Estado lançou, na última quinta, 22, a terceira etapa da campanha “Solidarize-SE”, com o objetivo de arrecadar alimentos para os cidadãos mais atingidos pela crise pandêmica. “Com o aumento da pandemia neste ano, nós percebemos que as pessoas estavam entrando em situação de muito mais insegurança alimentar”, disse.


A ‘Solidarize-SE’ conta com diversos pontos de arrecadação espalhados na capital e no interior do estado. Um dos pontos é o Drive Solidário instalado no museu da Gente Sergipana. “Nós estamos com vários pontos de arrecadação. Um que funciona em frente ao museu da Gente Sergipana, onde não precisa nem descer do carro, estamos em parceria com toda rede da Ases - Associação Sergipana de Supermercados, onde eles colocaram como ponto de coleta os supermercados, nós temos em média quase 40 pontos de arrecadação no estado”, concluiu.



Portal C8 Notícias


Foto: Redes sociais Eliane