Diretor-Presidente do ITPS faz balanço da instituição


O Diretor-Presidente do Instituto de Tecnologia e Pesquisa de Sergipe (ITPS), Kaká Andrade, foi entrevistado na manhã desta terça-feira, dia 12, no “Linha Direta”. Ele falou sobre as diversas atividades da instituição que, em junho, celebra os 99 anos de fundação.


De inicio, o diretor lembrou a importância do quase centenário ITPS para Sergipe. “Foram anos de muitas conquistas para a população, pois o instituto atua na área de verificação de diversos produtos que muita gente nem imagina. Tudo para que o sergipano possa ter produtos com qualidade no dia a dia”, destacou.


Um dos serviços lembrados é a aferição de taxímetros. O prazo já está em vigor até o dia 26 de julho. “Nos últimos anos de pandemia não fizemos a verificação para evitar aglomerações e a contaminação da covid-19. Só fizemos mesmo para os carros novos que serviriam para taxi. Pedimos que os condutores fiquem atentos, pois tem um prazo e é pela placa do veículo”, destacou Kaká Andrade.


Outro serviço do ITPS bem requisitado é sobre a questão de balanças de peso. Para o diretor, existe o perigo da venda de balanças eletrônicas que são importadas e que não tem a autenticidade do ITPS ou Inmetro. “Temos muitos casos de balanças falsificadas. Às vezes fica difícil de saber a olho nu. Mas fazemos todo trabalho de fiscalização. Tanto vendedores como consumidores devem observar o selo que dá o aval para o uso, a fim de comprovar que um produto tem um quilo”, lembrou.


A medição de resmas de papel e a metragem do papel higiênico também foram destacados na entrevista. Segundo o Diretor-Presidente, não é comum que alguém abra uma embalagem para medir os metros de um rolo de papel ou contar se a resma tem realmente 500 folhas. “É Ai que entra o Instituto na história. Somos os responsáveis para verificar aquilo que está sendo vendido para a sociedade”, afirmou Kaká.


Os postos de gasolina também são o foco de fiscalizações do ITPS. Segundo o diretor, muitos locais já formam autuados. “Seja por questão de qualidade do combustível ou se está saindo menos de um litro. Sempre verificamos as bombas e os bicos que emitem o produto no tanque dos carros. Já tivemos casos de revenda que registraram irregularidades. Por isso é importante que todos, sejam donos de postos ou clientes, fiquem atentos”, destacou.


O ITPS também é responsável por aferir o funcionamento de medidores de água e energia, além dos que verificam a pressão arterial das pessoas. “Neste caso, cobramos uma taxa de R$ 12. A pessoa pode levar o equipamento de pressão para o ITPS e ai daremos o aval. Sobre água e luz temos convênios com Deso e Energisa para sempre verificarmos a qualidade dos medidores”, comentou.


Outro ponto destacado na entrevista foi sobre a questão de editais de pesquisa. Kaká Andrade disse que era uma área que há muito tempo precisava ser reformulada. “Temos no nosso nome o termo Pesquisa e isso não tinha um destaque com tem agora. Como órgão publico, tínhamos que abrir mais esse setor. Temos pós-doutoras implantando a sistemática de agrotóxico. Este é um trabalho praticamente inédito no Nordeste. Isso é fundamental para nós”, comentou.


“Recuar agora”

Káká Andrade também foi questionado sobre política, uma vez que ele tem ligação com Canindé do São Francisco. Ele disse que segue à frente do ITPS e que o momento é de saber esperar. “Agora o período é de recuar. Daremos nossa contribuição ao processo. A melhor forma de ajudar é não sendo candidato. Somente em 2024 é que poderemos pensar em algo mais sólido na nossa localidade”, destacou.


Ele disse que uma coisa que o incomoda muito é que perdeu o pleito de 2020 por não saber mentir. “Infelizmente muitas pessoas disseram isso. E isso me deixa triste, pois política não se faz prometendo empregos e, depois, não podendo cumprir. Para ganhar uma Eleição é preciso ouvir e dialogar. Eu ainda sonho com uma política maiúscula, sem precisar espalhar inverdades”, completou Kaká.



Portal C8 Notícias

Fotos: Rozendo Aragão