“Convidei Jackson para se filiar ao PSD, mas ele seguiu no MDB”, diz Belivaldo


Durante entrega de equipamentos de fiscalização de rodovias na sede do DER em Aracaju, o Governador Belivaldo Chagas confessou que fez o convite para que Jackson Barreto fosse para o seu Partido Social Democrático (PSD). O chefe do Executivo também comentou sobre a tranquilidade em definições para escolher nome para Senado na chapa do pré-candidato ao Governo de Sergipe, Fábio Mitidieri.


Belivado destacou que gostaria muito que Jackson fosse para a sigla, mas isto não aconteceu. “Confesso aqui que insisti. Convidei Jackson para se filiar ao PSD, mas ele preferiu ficar no MDB. Por isso que estamos nessa indefinição para o nome de Senador da chapa. Ele agora fica nessa corda bamba, se estou aqui e ali. Isso prejudica bastante. Confesso que a nossa dificuldade vem dai dessa falta de garantia entre JB e MDB”, lembrou.


Sobre a escolha do nome de Senado na chapa, Belivaldo disse que está calmo e que ninguém está pensando em politica agora. “O povo quer mesmo é dançar forró e não dançar Senado. Ainda estamos meio distantes das convenções. Até lá alguém vai surgir. Estou tranquilo, pois tomo sempre meus remédios em dia. Nada de stress para definir quem será”, afirmou.


Questionado sobre a norma que passou no Senado e na Câmara, sobre o limite de ICMS para combustíveis, o Governador afirmou que vê a iniciativa com certa preocupação. “É fato que vai ter diminuição de arrecadação. Em um prazo mais curto, o estado está tranquilo, pois o dinheiro está no caixa do Estado. Fizemos o dever de casa e agora estamos preparados. Mas eu acho essa medida muito perigosa. Não vejo que isso será motivo de reduzir preços. Ai vem aumento do dólar, guerra. O valor aumenta e o ICMS vai cair. Os futuros governantes terão que se virar na nova realidade”, alertou Belivaldo.


Portal C8 Notícias

Foto: ASN