Confusão em UPA de Aracaju termina na delegacia


Foi registrada na noite desta quarta-feira, dia 16, uma confusão na Unidade de Pronto Atendimento Fernando Franco, localizada no Conjunto Augusto Franco, Bairro Farolândia, zona sul da cidade. O caso envolveu um policial militar que teria se irritado com a demora no atendimento médico da esposa.


O suposto agente de segurança chegou a acionar demais colegas para mandar prender servidores do pronto socorro. Ao perceberem a ameaça, eles chamaram os agentes da Guarda Municipal. Ao chegar ao local, eles formam ameaçados pelo suspeito e mais dois policiais. O caso foi parar na Delegacia Plantonista, onde um boletim de ocorrência foi feito.


A Secretaria de Saúde de Aracaju emitiu um comunicado sobre o fato. A nota diz que o policial agiu de forma arbitrária. “A SMS informa ainda que já registrou Boletim de Ocorrência contra os indivíduos e que enviará cópias das imagens de segurança e do Boletim de Ocorrência para o Comando da Polícia Militar de Sergipe e para a Secretaria de Segurança Pública do Estado para cobrar as devidas punições ao autointitulado policial militar, e para garantir que ações lamentáveis como esta não mais se repitam”, explicou.


O Comando da Polícia Militar de Sergipe também emitiu nota sobre o ocorrido. "O Comando da Corporação já manteve contato com a Secretária de Saúde de Aracaju e tudo está sendo devidamente apurado. Reafirmamos nosso agradecimento a todos os profissionais de saúde do município de Aracaju e temos a certeza que tudo se refere à um fato isolado, que não irá interferir na parceria entre a PMSE e a Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju", destacou.



Portal C8 Notícias

Fotos: André Moreira/PMA