Condenado a 21 anos de prisão homem acusado de matar esposa a marretadas


Foi condenado a 21 anos e quatro meses em regime fechado de prisão o homem acusado pela morte da esposa a marretadas.


O julgamento que durou mais de 24 horas. O crime aconteceu no dia 11 de maio de 2019 na residência do casal.


Ele foi indiciado por homicídio quadruplamente qualificado por motivo torpe, feminicídio, indisponibilidade de defesa da vítima e o modo cruel utilizado para o crime.


A defesa acredita na inocência do réu, baseada na ausência de provas, e alega que o sentenciamento foi realizado com base apenas de indícios e informou que já entrou com recurso.


Foto: redes sociais/arquivo pessoal