Comitê Técnico flexibiliza medidas para eventos. Regras passam a valer dia 8


O governador Belivaldo Chagas decidiu flexibilizar as restrições vigentes durante o período de Carnaval. A decisão foi tomada após ouvir o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae) para o enfrentamento ao coronavírus, em reunião na manhã desta quinta-feira, 03, no Palácio dos Despachos, sede do Governo



Entre as medidas ficou mantido o retorno das aulas presenciais da Rede Estadual de Ensino para a próxima segunda-feira, 7 de março. Diante do cenário epidemiológico favorável observado em Sergipe, mas ainda monitorando os reflexos do período carnavalesco nos números da pandemia, as regras atuais, válidas até o dia 07 de março, estabelecem que eventos de lazer coletivos, a exemplo de shows, blocos, micaretas e similares, a capacidade máxima é de 1.000 pessoas em ambientes externos e 300 pessoas em ambientes internos.


Já a partir do dia 08 de março, o Comitê estabeleceu que para eventos em ambientes externos, a capacidade máxima é de 2.000 pessoas e 1.000 pessoas em ambientes internos. Vale ressaltar que tais eventos são permitidos, apenas, nos municípios que tenham atingido o mínimo de 75% da população imunizada com a segunda dose da vacina contra a Covid-19.


Para os demais eventos, como os corporativos, os científicos, as celebrações sociais como casamentos, formaturas e aniversários, além de eventos culturais como feiras e mostras e esportivos profissionais e amadores - com exceção dos jogos de futebol profissional que possuem regras próprias - permanece como capacidade máxima de 5.000 mil pessoas em ambientes externos e 3.000 pessoas em ambientes internos.


Nos eventos a partir de 400 pessoas em ambientes internos e de 600 pessoas em ambientes externos, só será permitido o acesso de pessoas que tenham recebido a 1ª dose e a 2ª dose ou a dose única do imunizante contra a Covid-19, ou que apresentem teste antígeno ou RT-PCR de Covid-19 negativo realizado com no máximo 48 (quarenta e oito) horas de antecedência do evento.


“Nossa preocupação é evitar coisas como ressacas de carnaval e manter essas restrições na intenção de evitar aumentos de casos como ocorreu logo depois das festividades de fim de ano”, afirmou o governador Belivaldo Chagas.







Fonte: ASN