Câmara Municipal define data das provas de concurso público


As provas do concurso da Câmara Municipal de Aracaju acontecerão no dia 5 de dezembro. A informação foi confirmada na manhã desta terça-feira, 14, pelo presidente do Poder Legislativo, Nitinho (PSD), em uma coletiva de imprensa.


O concurso será realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e prevê o preenchimento de 52 vagas imediatas. Destas, 34 para nível médio e 18 para nível superior. As vagas destinadas aos cargos de nível médio e técnico foram divididas em sete funções, sendo 12 para Assistente Administrativo, oito para Assistente Legislativo, duas para Intérprete e Tradutor de Libras, uma para Tecnologia da Informação, uma para Técnico em Enfermagem, uma para Técnico em Segurança do Trabalho e quatro para Técnico em Taquigrafia.


Já para os cargos de nível superior, foram destinadas 18 vagas para nove funções, sendo cinco para Analista Administrativo, três para Analista Legislativo, três para Jornalista, uma para Contador, uma para Enfermeiro, uma para Redator, uma para Médico, duas para Procurador Judicial e uma para Relações Públicas.


As provas serão aplicadas em dois turnos distintos, e em várias localidades da capital para comportar os inscritos. Pela manhã, das 8h às 12h, farão as provas os cargos de nível superior e a tarde, das 14h às 18h, os inscritos nas vagas de nível médio e técnico.


Nas provas de nível médio e técnico terão 60 questões, sendo dividida em 20 questões de língua portuguesa, 10 de raciocínio lógico e 30 de conhecimentos específicos. Para os cargos de nível superior, exceto o de Procurador, serão 70 questões, sendo divididas em 24 de língua portuguesa, 10 de legislação específica e 36 de conhecimentos específicos.


Após a classificação inicial, os candidatos habilitados no cargo de nível superior passarão pela avaliação de títulos, de caráter classificatório. Essa avaliação valerá no máximo 12 pontos, com dia de análise a ser definido em edital.


Os candidatos aprovados serão convocados obedecendo à ordem classificatória por cargo, observado o preenchimento de vagas existentes. No dia da posse, os candidatos devem apresentar os documentos solicitados no edital, como por exemplo cópia da Declaração de Bens encaminhada à Receita Federal, relativa ao último exercício fiscal; CPF, RG e outros.


Para o Superintendente de Relações Institucionais da Casa, Jorginho Araujo, o concurso é um feito histórico da gestão do presidente Nitinho e dos demais vereadores desta Legislatura. “A prova foi adiada não por vontade da Câmara e sim, por questão de segurança devido à pandemia do coronavírus”, explicou.