Bancários da Caixa vão parar por 24h nesta terça


Em votações online, convocadas pelos sindicatos em todo o país, os empregados e empregadas deliberaram pela aprovação do Estado de Greve e Paralisação de 24h nesta terça-feira, 27.


“Nesta terça, estaremos protestando contra a retirada de direitos, por mais contratações de funcionários e funcionárias e em especial defendendo o banco contra o projeto de privatização orquestrada pelo governo de Bolsonaro”, afirma a presidenta do Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE).


A nossa paralisação também tem como pauta a proteção contra a propagação do Covid-19. Estamos exigindo da Caixa que garanta junto ao Governo Federal a prioridade no Plano Nacional de Imunização”, afirma o diretor do SEEB/SE e funcionário da Caixa, Marcelo de Oliveira.


A paralisação também vai protestar contra a chamada “privatização fatiada”, ou venda disfarçada do único banco 100% público do país. O mais novo alvo do governo Bolsonaro e de do ministro Paulo Guedes é a Caixa Seguridade, que terá seu capital aberto na próxima quinta-feira (29). Os recursos obtidos com a venda da Caixa Seguridade serão devolvidos ao Tesouro Nacional, por meio dos Instrumentos Híbridos de Capital e Dívida (IHCDs).


Ainda fazem parte dos protestos desta terça-feira a correção da PLR Social: muitos empregados e empregadas fizeram os cálculos e constataram a diferença de R$ 1.593,43 a menor.


Fonte: SEEB/SE