Bancários dão início ao estado de greve


Nesta sexta-feira, dia 28 de agosto, no Programa “Linha Direta”, a Presidente do Sindicato dos Bancários do Estado, Ivânia Pereira, informou que continuam as negociações entre banqueiros e bancários. Nesta quinta-feira em mais uma rodada os patrões avançaram em alguns pontos de reivindicações dos trabalhadores.

A sindicalista disse que, apesar da tensão do debate, houve pequenos avanços. "Os bancos cederam em alguns pontos, como a manutenção do ticket alimentação, houve uma melhora na participação dos lucros e resultados, e também nas pautas específicas de bancos estatais como Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal" pontuou Ivânia.

Na assembleia realizada após a reunião, os bancários rejeitaram a contra proposta e mantiveram o estado de greve. “Vamos aguardar uma nova rodada de negociações com a classe patronal. E acompanharemos essas discussões junto a todos os sindicatos do país, a fim de não termos mais corte de vantagens”, alertou. Outro ponto informado por Ivânia Pereira é com relação a ultra atividade do acordo coletivo, que atualmente é de 2 anos, esse quesito a categoria não quer alterar. “Os bancos, mesmo em pandemia, vem mantendo alta lucratividade e que esse lucro é resultado da ação do trabalho dos gerentes e atendentes dos bancos. Por isso seguimos em estado de greve até a Federação dos Bancos nos mandar uma proposta de forma decente”, finalizou. Por Ceiça Dias