Aracaju registra aumento de internações de crianças com síndromes gripais


O período entre o outono e o inverno é o mais propício para o aumento de síndromes gripais em Aracaju. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, entre 27 de março e 02 de abril, quase 20% dos internamentos eram de crianças da faixa etária entre 0 e 4 anos que contraíram Síndrome Respiratória Agua Grave.


O alerta emitido pela Secretaria de Saúde da capital é que os pais devem redobrar os cuidados, pois a vacinação contra a covid-19 só está liberada para o público a partir dos 5 anos. Em períodos de mudança de clima, os especialistas recomendam o uso de máscara e higienização das mãos quando estiverem cuidando das crianças.


Segundo o coordenador médico da Rede de Atenção Primária, Willian Barcelos, depois de dois anos da pandemia de covid, o vírus da influenza estão voltando aos índices epidemiológicos normais, do período pré-pandêmico. “Esta situação é preocupante, pois o vírus da influenza tem uma agressividade muito maior nas crianças que as variações do coronavírus. Por isso, é extremamente importante não apenas manter as aplicações das vacinas infantis em dia, mas garantir que a criança seja imunizada contra a influenza todos os anos”, informou.


Em caso de atendimento a crianças ou demais pessoas com síndromes gripais, a Saúde Municipal disponibiliza atendimento nas 45 Unidades Básicas de Saúde, lá da Unidade de Pronto Socorro Fernando Franco na Farolândia e no Centro de Síndrome Gripal na Coroa do Meio. NO caso de internamento de crianças, a UPA Fernando Franco é a referência. Dos 15 leitos disponibilizados para a pediatria, 7 já estão ocupados.




Portal C8 Notícias

Foto: Ascom SMS