Aracaju registra alta de acidentes com escorpiões


Um pequeno bicho que pode ser mortal e que surge em restos de lixo ou materiais de construção. Este é o escorpião, que aparece em locais quentes e úmidos. Segundo dados da Secretaria de Saúde de Aracaju, houve um aumento de pessoas que sofreram picadas do animal.


Em 2021, foram registrados em Aracaju 198 acidentes com escorpiões. Já entre janeiro e abril desse ano, já aconteceram e 254 casos. Dos 740 acidentes por animais peçonhentos registrados em 2021, 683 foram por escorpião. Comparando os dois anos, o aumento chegou a quase 30%.


Segundo o Supervisor de Endemias do Centro de Controle de Zoonoses, José Bonfim Oliveira, o período chuvoso é propício para surgir escorpiões e demais animais peçonhentos, como aranhas e cobras. Todos se escondem em locais escuros e aquecidos, como armários, frestas de paredes ou até mesmo calçados. “Muitos acidentes são registrados em situações rotineiras, manuseando gavetas, caixas, no uso de calçados ou até mesmo ao trocar de roupas. No caso do escorpião, ele não se alimenta de sangue humano, e sua picada se dá como um mecanismo de defesa. Quando isso ocorrer, a orientação é que a pessoa busque atendimento na rede de urgência”, explicou.


No caso especifico do escorpião, o supervisor orienta, caso seja possível, que o animal seja capturado, de maneira segura. “A pessoa deve colocá-lo num frasco e levá-lo quando buscar atendimento médico. Esse animal será encaminhado para análise no CCZ, para que possamos fazer o monitoramento das espécies que surgem nessas ocorrências”, ressalta.


Além de ofertar atendimento nas urgências municipais para pessoas que forma picadas por escorpião, a Prefeitura atua de maneira preventiva. “Nesse trabalho sempre buscamos estimular a participação da população para evitar o acúmulo de lixo, entulhos, manter a casa, terrenos e quintais sempre limpos. Outra orientação importante é colocar telas em ralos e bueiros, pois elas ajudam a afastar não apenas o escorpião, mas outros animais peçonhentos e evitar outras doenças”, alertou Bonfim.


Moradores de Aracaju que identificarem a presença de escorpiões ou a propagação de outros animais peçonhentos devem entrar em contato com o Centro de Controle de Zoonoses. O telefone da instituição é 3179-3565.



Portal C8 Notícias

Foto: Ascom SMS