André Moura afirma que é inocente e que disputará a eleições em 2022


“Estarei na disputa em 2022”. Foi o que afirmou em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, 04, o ex-deputado federal André Moura. Acompanhado da família, advogados, amigos e lideranças partidárias, André se defendeu da acusação que o condenou a perda dos direitos políticos, e disse que não era o ordenador de despesas de Pirambu. Ele disse que aceita e respeita a decisão do Supremo, mas garantiu que está convicto da sua.


O ex-deputado falou também que continuará ao lado do agrupamento político liderado pelo governador Belivaldo Chagas, e que a união é baseada em um projeto para Sergipe, e que não fez qualquer tipo de imposição sobre candidatura. Por fim André disse que seu planejamento para 2022 permanece sem alterações, e o que seus advogados vão conseguir comprovar sua inocência.


Entenda o caso


Os ministros do Supremo Tribunal Federal condenaram no ultimo dia 29 de setembro, por 6 votos a 4, o ex-deputado André Moura a 8 anos e 3 meses de prisão em regime fechado e 5 anos de proibição de exercício de cargo público pelas acusações de peculato, formação de quadrilha e desvio e apropriação de recursos públicos em duas das três ações penais analisadas, em conjunto.


Foto: Anderson Machado