Amorim coloca nome a disposição do partido para ser candidato ao Senado


Em entrevista ao Linha Direta desta quinta-feira, 02, o ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) afirmou que vai se colocar a disposição do partido como pré-candidato ao Senado em 2022.

Amorim disse que pensou em “aposentar as chuteiras politicas após o termino do seu mandato, mas ao ver o cenário atual de Sergipe e do Brasil sentiu que não era o momento, e que as pessoas de bem devem continuar contribuindo para mudar as coisas e ajudar as pessoas”.



Para o ex-senador politica não é profissão, é missão, e quer continuar contribuindo para melhorar o cenário da saúde e educação. Com relação a disputa ao governo do Estado, apesar de achar cedo ainda, Amorim voltou a defender o nome do ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, mas isso vai depender do querer dele, porque é preciso ter coragem pois as perseguições virão.


Hospital do Câncer


Eduardo Amorim disse que fica muito triste com a demora na construção do Hospital do Câncer. A polêmica em torno do assunto veio a tona com uma reportagem em rede nacional, através de uma emissora de TV. Segundo ele são 10 anos de espera pela construção da unidade especializada, e o mais grave que o problema não é a falta de dinheiro.

Amorim afirmou que só a duas formas de resolver essa situação: ou se devolve os recursos das emendas já empenhadas para a obra ou a executa. Para ele essa ultima opção seria um “tapa na cara” do sergipano, principalmente no cenário atual de falta de leitos para pacientes oncológicos.