Alese aprova projetos do Governo sobre reajuste dos servidores


Terminou no inicio da noite desta terça-feira, dia 22, a sessão da Assembleia Legislativa de Sergipe que analisou propostas de reajuste salarial dos servidores públicos estaduais. Foi aprovada por maioria a revisão salarial de diversas categorias.


A propositura destaca a revisão geral anual dos valores dos padrões de salário-base, subsídio ou vencimento, conforme o caso, dos empregados públicos e dos servidores públicos civis do Poder Executivo Estadual-Administração Direta, Autárquica e Fundacional Pública de Direito Público. Os valores dos padrões de salário-base, subsídio ou vencimento dos empregados públicos, dos servidores públicos civis, ativos e inativos, do Poder Executivo Estadual – Administração Direta, Autárquica e Fundacional, serão revisados, na forma do art.37, inciso X, da Constituição Federal, no percentual de 5%.


Durante toda a terça-feira diversas categorias protestaram na porta da Assembleia. No fim da manhã ouve o fechamento da Avenida Ivo do Prado, o que deixou o trânsito complicado em boa parte do Centro da cidade. Para conter os ânimos e evitar confusão, forças policiais cercara o prédio da Alese e só teve acesso ao plenário os deputados, assessores e funcionários da casa.


De acordo com o Deputado Georgeo Passos, este foi um dia para a Assembleia esquecer. “A Alese sempre foi uma casa democrática, onde o povo poderia acompanhar os trabalhos. Desta vez teve o direito de entrar suspenso. Lamentável que diversas categorias saíram prejudicadas”, destacou.


Já para o líder do Governo, Deputado Zezinho Sobral, o dia foi fundamental para avançar na aprovação de diversas iniciativas. “A sociedade sergipana representada pelos deputados acompanhou a aprovação de diversos projetos. Todos estratégicos para o esclarecimento das pessoas. Se não aprovássemos os percentuais, não teríamos reajuste algum. Muitos servidores tiveram aumento de percentuais variados, incluindo os inativos”, destacou.


Além da questão salarial, outros projetos que passaram pela aprovação dos deputados foi com relação a continuidade do “Cartão Mais Inclusão” e sobre a revogação da lei que obrigava o uso de máscaras. “Neste caso aprovamos a retirada da obrigatoriedade, mas é preciso ouvir antes o comitê técnico-científico que dará o parecer final. Eles deverão se reunir ainda esta semana e, só após o parecer, é que o sergipano poderá retirar as máscaras pelo menos em locais abertos”, explicou Zezinho Sobral.



Portal C8 Notícias

Foto: Jadilson Simões/Alese